Justiça determina que Fla pague pensão de filho de Bruno


A Justiça do Rio determinou que o Flamengo deposite a pensão do filho de Eliza Samudio, desaparecida no início de junho. A juíza Maria Cristina de Brito, da 1ª Vara de Família da Barra da Tijuca, explicou que o valor do depósito será cerca de 17,5 % do valor do salário de Bruno de Sousa.

Apesar de não ter confirmado oficialmente que o goleiro Bruno Fernandes é o pai do menino Bruninho, filho de Eliza Samudio, uma decisão da Vara de Família do Fórum do Rio de Janeiro leva a crer que, para os juízes, não resta dúvida sobre o caso. A Justiça do Rio determinou o bloqueio dos salários do jogador, devidos pelo Flamengo, e o repasse destes 17,5% do valor para uma conta bancária destinada à pensão alimentícia da criança.

A ação de solicitação de pensão alimentícia foi movida pela mãe de Eliza, Sônia de Fátima Moura, que atualmente tem a guarda da criança. No momento, Bruno ainda integra o quadro de funcionários do clube, mas está com pagamentos suspensos. De acordo com o advogado Ércio Quaresma, que representa o goleiro, há cerca de 500 mil reais retidos no clube. O valor já está bloqueado por decisão judicial, mas devido ao processo na esfera criminal.

Na semana passada, o advogado de Sônia, José Arteiro Cavalcante Lima, afirmou que o resultado do exame de DNA atesta que o goleiro Bruno Fernandes é o pai do filho da jovem. A oficialização do laudo, segundo José Arteiro, dependeria apenas da assinatura do médico responsável pelo laboratório do Rio de Janeiro, onde o exame foi realizado.

Nesta quinta-feira, Arteiro afirmou, em entrevista ao site de VEJA, que pretende colocar o goleiro e o menino Bruninho frente a frente. O objetivo, alega ele, seria comover o jogador e obter dele consentimento para um novo teste de DNA, a ser realizado em Minas Gerais. Segundo Arteiro, tem havido excessiva demora para a emissão do laudo pelo Rio de Janeiro.

O menino Bruninho, atualmente com oito meses, está sob a guarda da avó desde o mês de julho, vivendo no Mato Grosso do Sul.

Em contrapartida, o procurador geral do Flamengo, Rafael de Piro, revelou que o contrato do goleiro está suspenso e só poderá responder algo a respeito após analisar o ofício enviado pela Justiça.

– Ainda não recebemos oficialmente nenhum ofício. O contrato dele está suspenso, mas só posso esclarecer qualquer coisa a respeito quando souber o que determina o ofício. Estou esperando chegar. Claro que se entraremos com uma petição para esclarecer tudo à Justiça – disse Rafael De Piro.

LANCENET!

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: