Arquivo do dia: agosto 19, 2010

ZH faz anuncio do jornal exaltando o Grêmio no dia que o Inter é Bi na Libertadores


Provocou indignação junto à torcida colorada o anúncio publicado na edição desta quinta-feira em Zero Hora sobre a Copa Libertadores. Ao cumprimentar o Inter pela conquista do bi campeonato, o anúncio relembra que o Grêmio também foi bi – e os colorados não gostaram nada disso. Mensagens de repúdio pipocaram nas redes sociais e em blogs de torcidas. Um dos exemplos está no twitter do advogado Marco Antônio Campos (@mabcampos), que já atuou profissionalmente para o próprio Grupo RBS. “Foi o Davi Coimbra ou o Geraldo Correa que bolou o inaceitável anuncio do estado tetracampeao de zh?”, pergunta ele.

O anúncio foi produzido pela agência Escala e integra as ações desenvolvidas pelos veículos do Grupo RBS em função da final da Copa Libertadores da América em Porto Alegre. O jogo em que o Internacional venceu o Chivas do México por 3 x 2 teve cobertura intensa da RBS TV, Zero Hora, Rádio Gaúcha, TVCom, clicEsportes e Diário Gaúcho, em uma ação multimídia que envolveu diretamente cerca de 300 profissionais.

ColetivaNet

Continue lendo

Homem ganha R$ 5 mil por assédio da chefe

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Brasília condenou duas  empresas a pagarem indenização de R$ 5 mil por assédio sexual a um funcionário que disse ter sido alvo de sua chefe no ano passado.

De acordo com a Justiça, o rapaz era funcionário terceirizado de uma empresa.

Após ter sido assediado, ele se afastou do cargo e entrou na Justiça com um pedido de indenização por danos morais contra as duas empresas, a que o contratou e a outra onde ele prestava os serviços.

Segundo o processo, a chefe dizia que queria se casar com o funcionário e o convidava para sair. Ela teria chegado a morder e alisar as costas do rapaz, e teria feito isso inclusive numa reunião. Três testemunhas confirmaram o assédio.

O TRT entendeu que o rapaz deve receber indenização para pagar a ofensa à honra. Segundo os desembargadores, provar o assédio é difícil mas, nesse caso, os depoimentos dos colegas foram fundamentais e não deixaram dúvida.

Juizes podem vender férias e ter licença- prêmio

O Conselho Nacional de Justiça decidiu, por 10 votos a 5, que os magistrados federais devem ter as mesmas vantagens dadas a integrantes do Ministério Público Federal.

Desse modo, os juizes, que já gozam de dois meses de férias por ano, poderão vender 20 dias. Outros benefícios incluem auxílio-alimentação, licença-prêmio e licença sem remuneração para tratar de assuntos particulares.

Para a Associação dos Juízes Federais do Brasil, autora do pedido julgado pelo CNJ e que classificou a decisão de “histórica”, a simetria entre as carreiras está prevista na Constituição.

No Supremo Tribunal Federal, porém, há uma súmula segundo a qual o Judiciário não tem função legislativa e não pode elevar vencimentos de servidores sob fundamento de isonomia.

Banco do Brasil faz acordo com a Odontoprev

O Banco do Brasil informa que concluiu as negociações com a Odontoprev e passará a ser sócio da empresa de planos de saúde dental junto com o Bradesco.

Pelo acordo, será formada uma nova empresa em que o banco federal terá uma participação de 75% do capital e a Odontoprev, de 25%. Além disso, essa nova empresa terá uma fatia indireta de 10% no capital social da Odontoprev.

Em outubro do ano passado, a Odontoprev e o Bradesco fecharam um acordo no qual o banco passou a fazer parte do capital da empresa de planos de saúde odontológicos.

Desde então, a Bradesco possui 43,50% do capital e o presidente da empresa, Randal Luiz Zanetti, 7,54% (por meio da ZNT Participações limitada). A Dynamo Administração de recursos possui uma fatia de 8,25% e as ações em circulação no mercado (free float) somam 40,71% do capital total.

O BB defende que o acordo será interessante porque será possível oferecer aos funcionários ativos e inativos e dependentes (em um total de mais de 800 mil pessoas) um plano de saúde odontológico.

O vice-presidente de Novos Negócios do BB, Paulo Rogério Caffarelli, lembra que a liderança da Odontoprev, com cerca de 4,4 milhões de vidas seguradas, foi um fator que pesou na decisão para essa parceria. A segunda colocada é a Interodonto, com 1,2 milhão de beneficiários.

Brasil Econômico/Ana Paula Ribeiro

%d blogueiros gostam disto: