Hepatite C ligada à promiscuidade sexual


Pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) constatou que homens jovens e promíscuos são as vítimas preferenciais da hepatite C, doença ainda incurável cujos mecanismos de transmissão não são bem conhecidos.

Segundo Paolo Zanotto – virologista do Instituto de Ciências Biomédicas da USP e coautor do estudo –, foram analisados 591 portadores do vírus em São Paulo, o que permitiu a sua equipe verificar que a transmissão do vírus está diretamente relacionada às “conexões” que uma pessoa estabelece.

Ele ressalta que a análise das conexões por meio do número de parceiros sexuais não é à toa. “O sexo é um bom indicador de como são formadas as estruturas sociais”, explica. Entre os pacientes com “alta conectividade” (que tiveram mais de 50 parceiros sexuais), 60% tem o subtipo 1ª da doença e a maioria está na faixa etária de 30 anos. Já os de “baixa conectividade” (menos de cinco parceiros sexuais), 40% tem o subtipo 1b da hepatite C e foram contaminados por transfusão de sangue.

Camila Malta Romano – pesquisadora do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo da USP e coordenadora do estudo –, acrescenta que menos de um terço dos pacientes infectados pelos subtipos 1ª e 3ª da doença são usuários de drogas injetáveis. Claramente o vírus está sendo transmitido por outras vias.

Para a especialista, as pessoas mais jovens e os homens, que têm mais parceiros sexuais do que as mulheres, estão no grupo de risco. “Não existe confirmação de que a relação heterossexual possa transmitir hepatite C. Mas observamos uma maior incidência de um subtipo do vírus entre pessoas com mais parceiros”, diz Romano.

Os cientistas também notaram que o subtipo 1ª do vírus, mais comum nos grupos considerados “mais conectados”, é o que mais tem crescido em número de casos. Estima-se que 190 milhões de pessoas no mundo tenham hepatite C. No Brasil, aproximadamente 2% da população está contaminada. Ainda não há vacina.

Tire todas suas dúvidas sobre o assunto

– O que é hepatite C?

A hepatite C é uma doença inflamatória do fígado, causada por um vírus denominado VHC (vírus da hepatite C).

– Como é transmitida a hepatite C?

A transmissão da doença acontece quando o sangue contaminado pelo vírus da hepatite C (VHC) penetra na corrente sanguínea de um indivíduo sadio.

– Existe vacina para a hepatite C?

Não. Ainda não existe vacina para a hepatite C.

– Quais as principais vias de transmissão?

1) Transfusão de sangue (principalmente antes de 1992) e derivados de sangue;
2) Transplantes de órgãos e tecidos;
3) Agulhas, seringas e ferimentos;
4) Uso de drogas injetáveis ou aspiradas;
5) Hemodiálise;
6) Tatuagens e piercings;
7) Outros materiais que possam conter sangue contaminado.

– Como posso saber se eu tenho hepatite C?

O diagnóstico da hepatite C é feito através do exame anti-HCV. Este exame pesquisa o anticorpo contra o vírus e é feito através de uma simples coleta de sangue. Fale com seu médico e faça o teste.

– Como é a evolução da hepatite C?

A evolução da doença é lenta e pode chegar a mais de 30 anos sem que o doente perceba. Algumas consequências possíveis são hepatite crônica, cirrose e câncer de fígado. Tanto a cirrose como o câncer de fígado podem levar a uma indicação de transplante de fígado.

– Existe tratamento para a hepatite C?

Sim. A combinação de dois medicamentos, o interferon convencional ou interferon peguilado mais a ribavirina, representa hoje o tratamento padrão para pacientes com hepatite crônica C.

– Existe cura para a hepatite C?

É possível eliminar o vírus da hepatite C do sangue. Esta eliminação é chamada de resposta virológica sustentada e alguns médicos a classificam como “cura”. A única maneira possível de se eliminar estes vírus é com o tratamento, por isso é indispensável que o paciente cumpra todas as orientações médicas.

– Preciso seguir uma dieta especial durante o tratamento?

Não existe uma dieta estabelecida, mas todas as pessoas se beneficiam de uma alimentação saudável. É aconselhável a ingestão de proteínas, de preferência vegetal (soja, grãos integrais), muita água para ajudar na desintoxicação do organismo, frutas frescas e legumes.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • tele sexo  On agosto 12, 2010 at am:07 am

    Hepatite C é uma doença muito seria convem todos se cuidarem muito
    parabens pela materia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: