Caso Bruno: goleiro já defendeu time de penitenciária


Ironia do destino: quando jovem, Bruno defendeu time de penitenciária.

Destaque de escolinha aos 16 anos, goleiro fez parte de equipe de funcionários do presídio José Maria Alckmin, em Ribeirão das Neves

Em 2000, quando viu o talento precoce o colocar, com apenas 16 anos, em uma equipe que em sua maioria era formada por jogadores adultos, Bruno não tinha noção da peça que estava sendo pregada pelo destino em sua vida. Revelação da Escolinha de Futebol Palmeiras, o goleiro foi convidado para defender em algumas oportunidades a Associação de Funcionários da Penitenciária José Maria Alckmin, em Ribeirão das Neves, cidade onde nasceu.

Bruno time funcionários e filhos penitenciáriaBruno entre os funcionários da penitenciária José M. Alckmin (Foto: Cahê Mota / Rpd)

Nos dez anos seguintes, Bruno cresceu, se profissionalizou e virou “o melhor goleiro do Brasil” para a torcida do Flamengo. Trocou o papel de promessa pelo de ídolo. Sonhou até mesmo com a seleção brasileira. Defendeu também Atlético-MG e Corinthians, e voltou a Minas Gerais. Voltou a vestir, nesta sexta-feira, o uniforme de uma penitenciária, a Nelson Hungria, em Nova Contagem. Só que dessa vez não como convidado, mas como acusado do desaparecimento da ex-amante, Eliza Samúdio, em um caso que envolve relatos estarrecedores e suspeita de assassinato.

Responsável pela primeira passagem de Bruno pela penitenciária, Edson Alves, o “Fera”, primeiro técnico de Bruno, lamenta a infeliz coincidência e torce para que o pupilo consiga mudar o destino.

– Nesse time tinha também fisioterapeuta, secretário de saúde, agente penitenciário, médico…. Era o time a Associação Esportiva Funcionários da Penitenciária, onde jogavam os filhos e funcionários. Além dos jovens que se destacavam na cidade. Com certeza é uma ironia do destino. Só espero que esse não seja o destino dele.

Ainda envolvido com projetos sociais e escolinhas infantis, Edson Alves se mostrou estarrecido com as notícias envolvendo Bruno.

– Torço para que ele não faça parte dessa história, para que não dê nada para ele. Vendo pela televisão até sofro. Se passar na televisão uma notícia de que o Lula foi preso, mesmo sem ter amizade, eu vou sentir o impacto. Imagine quando se trata de uma pessoa com quem convivi e sei que tem um potencial enorme. É chocante ligar a televisão e ver que o Bruno foi preso acusado de um assassinato.

Ex-técnico pede que goleiro reflita sobre episódio

A surpresa é justificada quando “Fera” recorda o período em que dava aulas para Bruno. Segundo ele, tanto na infância quanto após o sucesso como atleta o goleiro não demonstrou nenhum tipo de comportamento que o fizesse levar a crer no envolvimento no desaparecimento de Eliza Samúdio.

– Enquanto conviveu comigo, nunca me deu problema. Sempre teve o maior respeito comigo, até como pai, mesmo depois do sucesso. E eu nunca fui atrás dele para cobrar nada. Pela pessoa que eu conheci até a adolescência, não esperava mesmo tudo que aconteceu.

Como bom professor, no entanto, Edson Alves torce para que Bruno tire lições de tudo que está passando. Sem abandonar o ex-aluno, “Fera” torce pela recuperação do goleiro, mesmo que seja considerado culpado.

Bruno foi aluno da escolinha de Edson Alves dos 13 aos 16 anos, quando tentou a sorte nas categorias de base do Democrata de Sete Lagoas.

Cahê Mota/Direto de Ribeirão das Neves, MG

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • Ednardo Dias Fernandes  On fevereiro 13, 2012 at pm:21 pm

    Sou Flamengista de coraçãoe adoro o Bruno, não acredito de maneira alguma que êle esteja envolvido neste caso. Tenho fé em Deus que êle vai sair dessa e voltar a jogar no melhor time do Brasil. FLAMENGO

  • Ednardo Dias Fernandes  On fevereiro 13, 2012 at pm:19 pm

    Sou Flamengista de coraçãoe adoro o Bruno, não acredito de maneira alguma que êle está envolvido neste caso. Tenho fé em Deus que vai sair dessa e voltar a jogar no time do Brasil.

  • Maria Elma  On julho 10, 2010 at pm:15 pm

    Sofro em pensar como o ser humano esta perdendo seus valores, sem pensar no seu próximo, valorizando apenas bens materiais,preocupados em ter e não em ser, seria muito bom que, Elisa estivesse viva ao lado de seu bebê,e que Bruno reconhecesse a paternidade de seu filho cumprindo com as suas obrigações de pai,resolvendo tudo com diálogo,tudo parece um pesadelo!!
    Sinto muito pelo que aconteceu com Elisa, e pelo seu bebê em não ter o prazer de conhecer sua mãe.

    • Adair  On agosto 28, 2010 at pm:45 pm

      De todas as veze que vi a notícia sobre o caso, uma única vez fiquei contente: quando vi o goleiro Bruno com uma Bíblia, quando se dirigia ao Foro do Rio de Janeiro. Para Deus, não há nada que não possa perdoar. Ao contrário, estaria todo mundo condenado, pois todos são pecadores. Claro, devemos andar de acordo com as leis do homem, mas com Deus, ele terá encaminhado um julgamento justo e não como os homens querem. Ele verá que com Deus a passagem pelo Flamengo, dinheiro, muitas mulheres, é algo insignificante perto do que ele deverá conquistar. Deus o restaurará e colocará pessoas corretas em seu caminho, tirando as más. Alías, para qualquer um que se converta e tenha compromisso com Deus, o Senhor não falha e, depois desse mundo de enganação, a Glória de Deus se fará presente para sempre. Não recue Bruno, confie em Deus!

  • DARLENE  On julho 10, 2010 at pm:01 pm

    Eu era fã dele só o que posso dizer é que estamos no fim do mundo e cada mais vimos crueldades e barbaridades só lamento pois ele tinha uma careira linda pela frente e tudo chegou ao fim para ele pelo menos por enquanto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: