Sorocaba: escândalo sexual por pouca coisa


Um escândalo sexual ricamente documentado é o assunto da semana na pacata cidade de Sorocaba (SP).

É o caso de uma esposa que filmou uma conversa com a amante de seu marido após ter descoberto e documentado a traição.

O vídeo da confrontação, que expõe detalhes íntimos do relacionamento extra-conjugal, é um dos mais vistos da semana.

A surpresa é o pivô da disputa, o maridão-amante, que pela aparência é prova viva (por enquanto) de como tem gente que briga por pouca coisa. Hehehe

José Modesto e suas mulheres: “É tudo meu!”

Do Blog do Rômulo O. Costalarga

O que saiu na revista Época:

  • Sexo, mentiras e vídeo na internet

  • Um caso extraconjugal no interior de São Paulo cai na rede e vira um reality show visto por milhões. O que isso ensina sobre a privacidade na era digi

  • ÉPOCA

    Na noite de 27 de junho, a advogada Vivian Almeida de Oliveira, de 34 anos, colocou na internet, em sua página da rede de relacionamento Orkut, a prova de que seu marido, o comerciante Cícero Oliveira, de 54 anos, a traíra. As imagens escolhidas por Vivian não eram de um flagrante de adultério. Por dez minutos e 18 segundos, ela aparece num vídeo caseiro falando com sua melhor amiga, a comerciante Juliana Cordeiro, de 33 anos. A conversa se desenrola na casa de Vivian. O conteúdo é hipnótico.

    Vivian vai mostrando à amiga as peças de um dossiê montado por ela mesma ao longo de dois meses. São cópias de e-mails trocados entre Cícero e Juliana que confirmam que os dois mantinham um caso havia cinco anos. O vídeo mostra o momento em que a esposa traída confronta a amiga com as evidências de sua impostura – e exige explicações. São cenas difíceis de assistir e, ao mesmo tempo, é inevitável chegar ao fim uma vez que se tenha começado. O vídeo atinge um pedaço escuro da alma humana em que se misturam curiosidade, indignação, violência e prazer.

    Vivian disse a ÉPOCA que, ao fazer a gravação e colocá-la na internet, só queria mostrar à sociedade de Sorocaba, cidade do interior paulista onde vive, o verdadeiro caráter da ex-amiga, que é casada com o empresário Fábio Cordeiro, de 39 anos. Mas a conversa da mulher traída com a amante do marido termina mal. Aos poucos, Vivian vai perdendo o controle, até que passa a estapear, empurrar e, finalmente, chutar Juliana caída, enquanto a cobre de insultos. Tudo isso diante da câmera ligada. E oculta.

    Uma semana depois do encontro, na noite da quinta-feira 8, as imagens constrangedoras já haviam sido vistas por pelo menos 1 milhão de pessoas na internet – e o drama privado de Vivian se tornara uma novela de domínio público. Cópias e paródias do vídeo ocuparam 16 das 20 posições de peças mais vistas no YouTube brasileiro. Dali, o caso transbordou para os jornais e para a televisão. No final da semana passada, caminhava rapidamente para tornar-se um dos episódios mais vistos e comentados da internet brasileira, ainda que não envolva pessoas famosas. A mistura de traição e agressão, apresentada em clima de reality show, fez do “barraco de Sorocaba”, como ficou conhecido na rede, um chamariz irresistível. E constitui um exemplo contundente de como a internet pode afetar a intimidade das pessoas de forma radical. No passado, já houve no Brasil situações assemelhadas (leia o quadro na página 56). Mas a audiência da internet não era tão grande, nem a capacidade de ver e distribuir vídeos pela rede estava tão disseminada. Tampouco eram fortes as redes sociais, que funcionaram neste caso como multiplicadoras do vídeo. A consequência é que os quatro envolvidos, até então anônimos, passaram por um julgamento público, distribuído em comentários pelo Twitter e outros fóruns virtuais.

    A audiência popular condenou Juliana, que enganara tanto o marido quanto a amiga. Condenou Cícero, que enganara a mulher mantendo um caso com a melhor amiga dela. Condenou também Fábio, por ter sido passado para trás pela mulher e pelo amigo. O rapaz chegou a ter sua masculinidade questionada. Fotos de todos os protagonistas desse drama interiorano circularam pela internet junto com o vídeo e acompanhadas de comentários cada vez mais mordazes. Vivian, a protagonista, dividiu opiniões: há quem a considere maluca, pela agressão e por ter exposto na internet uma situação que deveria ser resolvida na intimidade. E há quem tenha visto nela uma heroína, capaz de confrontar a amante do marido. “Quis mostrar minha resposta à humilhação. Para verem que eu não sou uma coitada. Eu agi”, disse na quinta-feira, em seu escritório no centro de Sorocaba. Seu gesto pode vir a ter consequências.

    O vídeo ganhou mais de 60 réplicas na internet. As pessoas que replicaram podem ser processadas
    Vivian está sendo processada por Juliana, que registrou contra a ex-amiga uma queixa por lesão corporal. A vítima da traição conjugal poderá ser obrigada a indenizar a amiga que a enganou. “Fui traída dentro de minha própria casa por duas pessoas em quem confiava”, afirma. Os dois casais eram íntimos. “Fomos padrinhos de casamento deles, e Juliana é madrinha de um dos meus filhos.” Eram sempre vistos juntos em festas, bares e restaurantes de Sorocaba. Faziam viagens. Nem na lua de mel de Fábio e Juliana eles se separaram. “Passamos quase uma semana juntos no Recife. Depois, eles foram para Fernando de Noronha e nós (Vivian e Cícero) para Fortaleza”, diz Vivian. Os dois casais tinham apartamento no mesmo prédio no Guarujá e, há um ano, moram no mesmo condomínio.

    “Se eu apenas contasse o que sabia, ninguém iria acreditar”, diz Vivian. Para ela, as pessoas não conseguiriam imaginar que Juliana, casada com um jovem rico, bonito e com boas relações na cidade, iria se envolver com Cícero, um homem de pouca estatura, enrugado, que pinta os cabelos de acaju e tenta esconder a calvície. “Meu marido não é nenhum modelo de beleza”, afirma Vivian. Por isso, ela precisaria da confissão gravada em vídeo para se vingar. A gravação original tem pouco mais de uma hora de duração. O que se tornou de conhecimento público foi uma versão editada de dez minutos, que termina com a agressão de Vivian contra Juliana. A parte que não foi ao ar na internet contém 50 minutos de discussão posterior à conversa e à agressão e envolve os dois maridos, que chegaram à casa depois. Vivian diz que se arrepende das agressões. E também de divulgar o vídeo. “Não deveria ter feito. Mas, na hora, a emoção falou mais forte. Divulguei o vídeo para o meu círculo de amigos”, diz. Poucas horas depois de colocar o vídeo na rede, Vivian foi convencida pela filha a removê-lo. Mas já era tarde. Ela admite ter sido ingênua quanto à repercussão que as imagens poderiam ganhar. “Não achei que tantas pessoas fossem se interessar.” Diz que usa a internet apenas para conversar com amigos que vivem em outras cidades e para auxiliar seu trabalho.

    As suspeitas de que Cícero tinha um caso com Juliana surgiram no começo de maio, quando Vivian descobriu que os dois trocavam mensagens pelo MSN, o serviço de mensagens instantâneas da Microsoft. Ela e o marido discutiram por causa disso, e Vivian diz que se sentiu insultada. Pediu a Cícero que ele saísse de casa. E passou a segui-lo com uma câmera. Assim, teria flagrado vários momentos íntimos entre ele e Juliana. “Fiz papel de detetive”, afirma ela. No dia 10 de junho, aniversário de Cícero, ele a convidou para jantar e pediu para fazerem as pazes. “Ele chorou e se desculpou”, diz Vivian. Ela acreditava que a traição era algo recente. Sem querer o divórcio, e por pressão dos filhos, aceitou o marido de volta. Mas o trabalho de espionagem não parou. Vivian descobriu 985 e-mails de Juliana para Cícero e mais de 870 dele para a amante. Passou uma noite em claro lendo a correspondência. “Vi um e-mail em que ele dava os parabéns pelos cinco anos de namoro e chamando ela de ‘amor verdadeiro’.” As provas escritas e gravadas, porém, não lhe pareciam suficientes para o divórcio. Ela acreditava que os dois poderiam alegar que os e-mails não eram deles e as gravações poderiam não servir como prova porque foram feitas sem o conhecimento dos dois. “As provas eram contestáveis”, diz a advogada. Daí a ideia de gravar clandestinamente a confissão de Juliana. “Eu liguei para ela e disse: ‘Aí, Ju, tô em casa sozinha, tô mal. Você não pode vir aqui conversar?’ Ela disse: ‘Claro, tô subindo’.” O resto já se sabe.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • Contato Contato  On julho 8, 2017 at pm:48 pm

    Cicero Leite de Oliveira Piauense

  • Iara  On março 24, 2012 at am:31 am

    A Juliane teve o que merece e achei que foi pouco, uma pessoa que frequenta sua casa fazer isso, com tanto homem disponivel…é bem safada, ordinária, cuzuda, tem que se fuder mesmo, esculachar ela na internet e esse feioso, cabeça chata, capiroto do inferno, isso pediu p ser feio e entrou na fila trocentas vezes merecia um tiro na cara. linda Vivian vc foi corajosa, muléh de fibra, tutano nas veias, parabens, parte p outra q esse feio do carai não lhe merece

  • ke;;y  On julho 17, 2010 at pm:09 pm

    ACHO QUE ISTO FOI MONTAGEM PARA SAIREM NA ,IDIA DO YOUTUBE,, IMAGINA 2 GATAS,,, COM AQUELE JEGUE DO SETAO KBECA CHATA

  • Marcilene  On julho 17, 2010 at pm:41 pm

    Isto ai vivian ela mereceu, apanhou pouco.

  • sapecado  On julho 14, 2010 at am:50 am

    Este cara deve ter muita grana mesmo. Tava comendo duas gatas lindas.

  • milton  On julho 12, 2010 at pm:01 pm

    A Vivian não é tão santinha nessa estória, afinal esse rascunho de homem já era casado antes. E bem rico para conseguir a atenção dessas duas gatas. Agora que isso vai longe, isso vai, e pode sobrar pra Vivian…

  • João  On julho 12, 2010 at pm:13 pm

    Pacata???

    quase 1 milhao de habitantes, centro comercial e industrial de uma grande regiao do estado de sao paulo…

    Uma cidade onde um onibus cheio de integrantes do PCC foram metraldados, viraram peneira, é realmente é um lugar mto tranquilo pra se viver.

    kkkkkkkkkkkkkk

  • Simone  On julho 10, 2010 at pm:26 pm

    Pacata, Sorocaba não tem nada de pacata não hein!

    • usubaldino  On março 2, 2011 at pm:22 pm

      ainda bem que eram membros do PCC …. né …. mané ….

  • Amorim  On julho 10, 2010 at pm:55 pm

    ESTE “GOSTOSÃO” É UM BUNDA MOLE. ONDE JÁ SE VIU DAR UMA BANDEIRA DESTA? A MULHER (ORIGINAL) AINDA É UMA GATA E ESTE CARA FEIO PRA CACETE, COM UMA GRAVATA FEIA PRA CACETE, UMA CAMISA FEIA PRA CACETE. SERÁ QUE DAVA? … CACETE!!! PRA TODAS?? ALÉM DISTO LEVA AS MULHERES A PENSAR QUE TODOS OS HOMENS SÃO IGUAIS A ELE. TENHO A SOLUÇÃO: PEGA O BUNDA-MOLE DÁ UMAS PORRADAS BEM DADAS, DEPOIS MAIS UMAS PORRADAS BEM DADAS E DEPOIS DE MAIS UMAS PORRADAS BEM DADAS EXPLICA PORQUE ESTÁ APANHANDO. DE QQ. MANEIRA ACHO QUE A “BELA”(ESPOSA) NÃO DEVERIA PERDER A CLASSE QUE ESTAVA MANTENDO DIANTE DA “FERA”, SAFADISTA MILITANTE, SACRAMENTADA E JURAMENTADA.

  • Reginaldo  On julho 10, 2010 at pm:30 pm

    Isso è triste,mais acontece nâo è?

  • jesonvaldo  On julho 10, 2010 at pm:23 pm

    NAO CONHEÇO ESTA MARAVILHOSA CIDADE, SEMPRE TIVE DESEJOS DE CONHECE-LA, ACHO LINDO ESTE NOME, TENHO GANAS DE SOLETRA-LO: SÔ-RÔ-CÁ-BA! TALVEZ ALGO FETICHIOSO OU RELIGIOSO, ADQUIRIDO EM ALHURES OU EM VIDAS PASSADAS…. QUANTO AS MULHERES, COMO EM TODO INTERIOR, SAO LINDAS E … MAL AMADAS! QTO A NOS HOMENS, SOMOS TUDO Q ELAS FALAM MESMO! FAZER O QUÊ, NÉ? AINDA VOU CONHECER SOROCABA… ANTES Q ‘ACABA’…rsrs, sorocabe!

  • kelly crys  On julho 10, 2010 at am:35 am

    Sorocaba não é a cidade das putas não,tem muitos casos como esse por ai,não se deve julgar uma cidade intera por causa de uma galinha sem vergonha…

  • Thacio  On julho 10, 2010 at am:22 am

    Sorocaba… vou pra lá kekekeke

  • Arlindo  On julho 9, 2010 at pm:51 pm

    Sorocaba cidade pacata ? acho que voce nunca veio a sorocaba pelo geito ! ASUASHASUSAUASHAS

  • REINALDO ROMANO  On julho 8, 2010 at pm:45 pm

    é muito triste ter mais uma noticia deste tipo com referencia a nossa cidade,gente! sorocaba não e só isso,nos temos muita coisa boa em nossa terra,infelizmente tem este povinho!

  • valber  On julho 7, 2010 at pm:48 pm

    ele não mais as filhas, eu quero todas duas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: