Técnico da França se recusa a cumprimentar Parreira


Irritado, raymond Domenech criou uma situação constrangedora após  se recusar a cumprimentar o brasileiro Carlos Alberto Parreira

Irritado, Raymond Domenech criou uma situação constrangedora após se recusar a cumprimentar o brasileiro Carlos Alberto Parreira.
O técnico da seleção francesa, Raymond Domenech se recusou a cumprimentar o colega brasileiro Carlos Alberto Parreira após a partida em que sua equipe foi derrotada pela África do Sul por 2 a 1, pela última rodada do Grupo A da Copa do Mundo.

Ao fim do jogo em Bloemfontein, que eliminou os dois times da competição, Parreira dirigiu-se a Domenech e estendeu-lhe a mão, mas o francês não reagiu. O brasileiro que comanda a seleção sul-africana ainda tentou argumentar, mas sem sucesso.

Pouco depois, na entrevista coletiva, Parreira disse que foi procurado por um integrante da comissão técnica francesa. Esta pessoa, não identificado, teria dito que Domenech estava bravo porque Parreira havia afirmado que a classificação francesa para o Mundial foi injusta. O brasileiro negou.

– Ele me disse que o Domenech estava bravo porque eu teria afirmado que a França não merecia estar na Copa, por causa do gol com a mão do Henry. Mas não me lembro disso. Ao contrário, só fiz elogios à França.

Parreira, que chegou a puxar Domenech pelo paletó quando o francês virou de costas, lamentou o ocorrido e afirmou que não compreendeu o que o outro treinador disse a ele.

– Lamento muito esse fato. Fui cumprimentá-lo, pois sei que ele não será mais técnico da França e somos colegas de profissão, mas não houve diálogo. O Domenech me disse algumas coisas nessa hora, mas não entendi porque ele não fala um inglês perfeito.

Parreira está longe de ser o primeiro a entrar em conflito com Domenech na África do Sul. O atacante Nicolas Anelka foi cortado pela seleção francesa depois de insultar o treinador no intervalo da derrota para o México. Revoltados com a decisão, seus companheiros se recusaram a treinar no último final de semana.

França garantiu a classificação para a Copa após um gol irregular no jogo contra a Irlanda. O atacante Henry ajeitou a bola com a mão antes de tocar para Gallas marcar.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: