iPad: O Livro de Jobs


“O livro de Jobs”. O que significa isso? Por que é que o lançamento foi tão especulado, falado, esperado? A Economist ( em matéria de capa) fala sobre a histeria da mídia em torno do lançamento. “Céticos na blogosfera brincavam chamando-0 de Jesus Tablet”, diz a reportagem, que tenta explicar o hype.

Com o Machintosh, o iPod e o iPhone, a Apple conseguiu fazer a indústria inteira dançar conforme sua música – suas rivais as copiavam, e o entretenimento se reformulava para acompanhar a mudança dos gadgets.

Agora o tablet promete mudar de uma vez três grandes mercados: computação, telecomunicações e mídia. Para a Economist, é esse último grupo quem está mais animado com a novidade – como se o tablet lhes dessem um respiro a mais de vida. “O iPad, com sua tela colorida e integração com as lojas online da Apple, pode  tornar o download de livros, jornais e revistas tão simples e popular quanto o de músicas. Mais importante, ele possibilita a publicidade, de que a revistas americanas, em particular, dependem”, diz a reportagem.

A revista, porém, parece cética com a tábua de salvação de Jobs. “Algumas empresas de mídia estão morrendo, a um novo gadget não irá ressucitá-las. Mesmo o ‘Jesus Tablet’ não faz milagres”.

Leia o texto aqui.

Tatiana de Mello Dias/Estadao

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Trackbacks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: