Vigília em defesa dos aposentados


O senador Paulo Paim (PT-RS) autor da emenda vetada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que estende aos aposentados e pensionistas o mesmo reajuste de 16,67% concedido ao salário mínimo em 2006, disse que está mantida para segunda-feira a mobilização em defesa de um acordo para votação do veto.

– Nós não vamos aceitar, em hipótese nenhuma, que a gente entre em recesso, no mês de julho, sem que haja uma decisão sobre a questão do fator previdenciário e outros vetos de interesse dos trabalhadores. Então, a mobilização do dia 25 fica que possamos construir, de forma definitiva, uma data e uma negociação sobre esses temas – anunciou Paim.

A mobilização será mantida para que sindicalistas e aposentados possam negociar a votação do veto com senadores e deputados antes do recesso parlamentar marcado para julho.

AG Senado

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • Francisco Sales do Nascimento  On junho 13, 2009 at pm:50 pm

    A lei criada por FHC foi cruel. Ele se aposentou a primeira vez com 38 anos e simplesmente acabou tirando os direitos dos outros. Lula que quando era sindicalista ou mesmo oposicionista, criticava muito esses atos, nos deu muitas esperanças a ponto de ajundarmos a elegê-lo os diois mandatos e agora também nos maltrata nesse sentido.
    Sou eletricitário, sempre trabalhei em área de risco, tenho 50 anos de idade e 29 de atividades na minha função e todo esse tempo com periculosidade que ao multiplicar 1.4, chego a ter tempo suficiente para me aposentarem. Dei entrada na minha aposentadoria em julho de 2008 mas a mesma foi negada pela INSS que apesar do meu PPP (antigo SB-40) fornecido por minha empresa está correto, a Previdencia não reconheceu uma hora se quer desse tempo e indeferiu o meu pedido e nesse caso, fui obrigado a procurar a Justiça Federal e não sei se vai dar certo. O que sei é que estou gastando com advogados por uim direito que já tenho mas que está sendo negado. Sei também que mesmo se a Justiça me der causa ganha, vou perder no fator previdenciário devido a minha idade. O que devo Fazer.

    Aguardo respostas,

    Francisco Sales do Nascimento
    Trabalhador

  • ALBINO MACHADO DIAS  On maio 25, 2009 at pm:08 pm

    Depois do pedido da nova líder no congresso, dep. Idely, para adiar a votação do veto que trata do reajuste dos salários dos aposentados está claro que o governo quer empurrar até o final do ano todos estes projetos que alteram os benefícios da previdência. Mas devido à pressão da sociedade, estou confiante que alguma mudança nas regras para aposentadoria serão votadas pelo congresso e sancionadas pelo presidente Lula antes do final deste ano. Só não acredito na extinção total do fator previdenciário, mas sim na mutação deste para um novo fator como, por exemplo, o fator 85/95.
    Quanta correção do salário do aposentado pelo mesmo índice do salário mínimo dificilmente seria aprovado porque inviabiliza a política aumento real do salário mínimo, política esta de extrema importância para melhoria dos indicadores sociais do nosso país.
    A meu ver o que os aposentados deveriam reivindicar é uma revisão do Salário de Benefício utilizando uma nova formula de calculo da media e da correção dos salários de contribuição. Adotando a media de contribuição a pelo numero de salários mínimos (tomando com referência a serie histórica do salário mínimo) e considerando os maiores salários de todo período contributivo (e não apenas a partir de 1994 com é feito hoje pelo INSS). Neste caso o Salário de Benefício Corrigido será o resultado da média assim obtida multiplicado pelo salário mínimo vigente e partir de então o Salário do Aposentado passa ser corrigido, anualmente, pelo IPC. Se assim for feito com certeza muitas das perdas serão corrigidas.
    Por exemplo: Se a media obtida for de 5 salários mínimos o salário atual do aposentado será de: 5×465, 00=R$R$2325,00. A partir do próximo ano o salário passa ser corrigido pelo IPC.
    Se nós trabalhadores sempre dissemos “eu contribuo sobre X salários mínimos” então porque na hora do calculo da média é feito de outra forma? O certo é que a fórmula de calculo da média, adotada atualmente pelo o INSS, é boa para o governo porque se não fosse certamente os técnicos da Previdência já teriam proposto uma mudança na mesma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: