Ulbra paga apenas parte de dezembro


Leia aqui nota mais recente:  ULBRA: CPI para devendar crise

……………………………………………………

A Justiça do Trabalho de Canoas liberou nesta sexta-feira os valores bloqueados ao longo da semana nas contas bancárias da Ulbra, condicionando o repasse ao pagamento do salário de dezembro aos professores. Conforme a decisão do juiz Rodri-go Tonon, da 3ª Vara do Trabalho, os valores penhorados são para estrito pagamento de vencimentos dos docentes. Foram repassados ao Sinpro/RS para transferência aos professores de todo o estado R$ 3.609.778,30.

Cada professor receberá 57,39% dos seus vencimentos líquidos. O 13º salário, que foi pago apenas para quem trabalha nos hospitais da Ulbra.

PENDÊNCIA – A Justiça manteve o sistema de fornecimento dos arquivos pela Ulbra para que o Sinpro/RS repassasse aos professores os pagamentos de forma proporcional. A expectativa é de que todos os depósitos fossem efetivados na noite desta sexta-feira ou no máximo na manhã de sábado. Além do saldo do salário de dezembro, resta pendente o pagamento da maior parte do 13º salário. Na próxima sexta-feira vence o prazo para o pagamento do salário de férias, previstas para iniciarem a partir de 26 de janeiro. Os servidores não entram nesta etapa dos pagamentos.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • acabou  On janeiro 27, 2009 at am:06 am

    O meu! Bebeu??
    Ninguém mandou trabalhar sem carteira. A solução é requerer na justiça do trabalho vínculo trabalhista. Aí sim reqyuerer TUDO, férias em dobro, 13° atrasados, FGTS e recolhimento de inss.
    Ganha-se, com certeza, o problema é a demora e o fato de que a ulbra parece estar acima da lei, eles perdem uma depois da outra, não pagam e os comandantes continuam soltos, com habeas corpus preventivo e tal.
    CALOTEIROS!!!

  • medico  On janeiro 18, 2009 at pm:21 pm

    masi de 1000 medicos só receberam outubro a categoria nao tem força pois nao tem carteira de trabalho assinada. Como ministerio publico trabalho nao ve isso vamo levanta a bunda da cadeira bando de vagabundo, vcs tem obrigaçao de comunicar o juiz da vara do trabalho atraves de uma denuncia publica da situaçao que se encontra ou nao tem ninguem pra peticiona um processo isso sim chamado de orgao publico sem funcao isso que é meu importo que paga esses vagabundos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: