São paulo leva maior quantidade de troféus na festa oficial do brasileirão


Como aconteceu em 2006 e 2007, o São Paulo foi soberano em campo e o maior vencedor da premiação da CBF deste ano. Um dia depois de conquistar o terceiro Brasileiro seguido e o sexto na história, o clube tricolor faturou a maior quantidade de troféus na festa oficial do campeonato. No entanto, se sofreu mais em campo, o São Paulo também não teve o mesmo domínio na votação, que terminou dividida entre nove equipes.

OS CRAQUES DO BRASILEIRÃO-2008
Rafael Andrade/Folha Imagem

Hernanes levou prêmio de melhor volante e craque do Brasileirão-08
CRAQUE DO BRASILEIRÃO
Hernanes (São Paulo)
GOLEIRO
Victor (Grêmio)
LATERAL-DIREITO
Leonardo Moura (Flamengo)
ZAGUEIRO PELA DIREITA
Thiago Silva (Fluminense)
ZAGUEIRO PELA ESQUERDA
Miranda (São Paulo)
LATERAL-ESQUERDO
Juan (Flamengo)
VOLANTE PELA DIREITA
Hernanes (São Paulo)
VOLANTE PELA ESQUERDA
Ramires (Cruzeiro)
MEIA DIREITA
Diego Souza (Palmeiras)
MEIA ESQUERDA
Alex (Internacional)
ATACANTE
Kleber Pereira (Santos)
CENTROAVANTE
Alex Mineiro (Palmeiras)
TÉCNICO
Muricy Ramalho (São Paulo)
REVELAÇÃO
Keirrison (Coritiba)
ÁRBITRO
Leonardo Gaciba (RS)

Destaque do time hexacampeão, Hernanes conquistou o prêmio mais importante, sendo eleito o craque do Brasileirão-2008. A equipe de Muricy Ramalho faturou outros três troféus em 14 possíveis em cerimônia realizada na noite desta segunda-feira, no Vivo Rio, no Rio de Janeiro.

Com as vitórias de Hernanes (dois troféus), Miranda e Muricy Ramalho, o atual tricampeão brasileiro levou para o Morumbi somente 28,57% dos prêmios. Nos anos anteriores, o São Paulo arrebatou 60% (em 2007) e 42% (em 2006) das categorias, enquanto o Corinthians faturou 46% em 2005.

A festa começou com a premiação do Atlético-GO, campeão da Série C. Já na entrega do segundo troféu da noite, o evento teve a primeira saia-justa com a ausência do capitão corintiano William, chamado ao palco para receber a taça da Série B. No lugar do zagueiro, André Santos recebeu o prêmio ao lado de Dentinho e do presidente Andres Sanchez.

“O nosso capitão não veio porque está viajando. Como a gente estava na Série B, ele está aproveitando para conhecer a Europa agora, já que a gente quase não viajou neste ano, né?”, ironizou o mandatário corintiano.

Na seleção da CBF, o São Paulo dividiu as atenções com os times que não obtiveram grande êxito na competição nacional. O quinto colocado Flamengo, que fracassou na tentativa de chegar a Libertadores, dominou as laterais com Leonardo Moura (direita) e Juan (esquerda). O Fluminense que conseguiu a última vaga na Copa Sul-Americana (14º lugar) também colocou um jogador na lista.

O zagueiro Thiago Silva foi o preferido na escolha de zagueiro pela direita, deixando o campeão André Dias com a prata. Craque do campeonato nas duas edições anteriores, Rogério Ceni desta vez se contentou com o segundo lugar na eleição de melhor goleiro, vencida pelo gremista Victor, vice-campeão.

Ausente nos primeiros anúncios, o São Paulo colocou dois jogadores na seleção do campeonato com o zagueiro Miranda e o volante Hernanes. Em campo, a melhor equipe do Brasileirão tem dois palmeirenses entre os titulares, o meia direita Diego Souza e o atacante Alex Mineiro. Ramires, do Cruzeiro, Alex, do Internacional, e Kleber Pereira, do Santos, completam a lista.

Soberano na votação desde a sua criação em 2005, Muricy Ramalho ajudou a ampliar a presença são-paulina na premiação. Pela quarta edição consecutiva, ele acabou o ano como o melhor técnico do Brasileiro, sendo o único vencedor da categoria.

Assim como o comandante do São Paulo, a arbitragem também consagrou apenas um campeão ao longo dos quatro anos de existência do prêmio. O gaúcho Leonardo Gaciba desbancou os conterrâneos Leandro Vuaden e Carlos Eugênio Simon e terminou em primeiro.

Seleção brasileira
O técnico Dunga compareceu à premiação no Rio de Janeiro e entregou o prêmio de revelação do Brasileirão ao atacante Keirrison, do Coritiba. Além da participação, o treinador foi alvo das brincadeiras do ator Luis Miranda. O comediante cutucou o comandante da seleção brasileira ao dizer que ele nunca está de bom humor e tem dificuldades para montar a equipe nacional.

Como o prometido, a festa teve uma homenagem aos campeões do mundo Zito, Dino Sani, Pepe, Moacir, Pelé, Zagallo e Orlando. Os ex-jogadores foram chamados ao palco para comemorar o cinqüentenário da conquista na Suécia.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: