Record “inventa” auditoria em campanha por SC


Ao contrário do que a Record tem anunciado, o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) negou fiscalização à conta utilizada pela emissora para arrecadar doações na campanha para reconstrução de Santa Catarina, estado afetado pela tragédia climática. A informação é do colunista da Folha de S.Paulo, Daniel Castro.

Desde a última semana, a emissora do bispo Edir Macedo tem divulgado uma conta bancária do Instituto Ressoar para que os telespectadores façam suas doações. Para garantir credibilidade à ação, alguns apresentadores informaram que o Ministério Público fiscalizaria a conta.

Em nota oficial divulgada ontem (01/12), o MP-SP confirmou que a Record enviou um ofício solicitando a fiscalização. Entretanto, desmentiu que esteja auditando os recursos. Segundo a assessoria de imprensa, não cabe ao Ministério auditar esse tipo de campanha e a autorização não foi dada para que a emissora utilize seu nome. O pedido sequer chegou a ser analisado, afirma.

Informada sobre a nota, a emissora admite que o órgão apenas poderia “acompanhar” a campanha. Para Honorilton Gonçalves, vice-presidente artístico da Record, o erro foi o uso da palavra “fiscalizar”. “A Record não tem nada para esconder, não vai ficar com um centavo”, completou à Folha.

O Instituto Ressoar tem informado em seu site o total arrecadado e o número de casas que podem ser reconstruidas com o valor.

A assessoria de imprensa da Record não se pronunciou, mas disse que vai checar a informação com o departamento jurídico antes de se manifestar oficialmente.

coluna Outro Canal.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: