Educação recebe 4,5% do PIB brasileiro


Com investimento público de 4,4% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação, o Brasil aplicava 6,7 vezes mais em alunos do ensino superior do que do nível básico, em 2006, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira pelo ministro da Educação, Fernando Haddad. Ele enfatizou que, em 2002, a diferença era de 10,1 vezes.

Os cálculos foram feitos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação, e serão encaminhados para a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), entidade que prepara relatórios sobre a situação do ensino no mundo.

Usando uma outra metodologia, que considera também os gastos com bolsas de estudo e a cota patronal recolhida à Previdência, o Inep concluiu que o investimento no ensino alcança 5% do PIB. O cálculo analisa despesas do governo federal, dos governos estaduais e das prefeituras em todos os níveis de ensino.

Para o ministro, o Brasil precisa destinar 6% do PIB para a educação, considerando a metodologia que estima gasto de 4,4% do PIB com o setor, em 2006. Ele lembrou que os investimentos do Funde

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: