GM despede 500 trabalhadores na Argentina


Em meio à crise financeira internacional, a montadora General Motors despediu 500 trabalhadores da fábrica que tem em em Rosario, na Argentina. A informação é do site do jornal argentino El Clarín. Segundo o secretário do sindicato dos mecânicos, Gabriel Bienucci, os trabalhadores já receberam telegramas de demissão.

O conflito acontece no meio de outra conciliação obrigatória realizada por causa de um protesto sindical contra a demissão anterior de um empregado. O Ministério da província assegurou aos empregados que a empresa não pode demitir durante a vigência da conciliação obrigatória.

De acordo com El Clarín, os trabalhadores cogitaram ocupar a fábrica, mas Bienucci garantiu que isso não acontecerá em respeito aos termos de conciliação e também porque a fábrica não está funcionando devido a uma paralisação programada.

No total, a fábrica tem 2.200 empregados, de modo que as demissões resultariam na redução de quase 25% da força de trabalho.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: