Os 4 maiores bancos lucram mais de R$ 20 bilhões


Os ganhos líquidos dos quatro maiores bancos brasileiros poderão ultrapassar a cifra dos R$ 20 bilhões no acumulado deste ano até setembro, uma demonstração da robustez dessas instituições diante de uma crise financeira que vem derretendo a rentabilidade do sistema bancário mundo afora e levando à bancarrota empresas centenárias. Conforme estimativas da agência classificadora de risco Austin Rating, juntos Banco do Brasil (BB), Bradesco, Itaú Holding Financeira e Unibanco podem alcançar lucro líquido de R$ 20,62 bilhões entre janeiro e setembro deste ano, comparativamente aos R$ 18,72 bilhões obtidos em igual intervalo de 2007.

“Os resultados dos grandes bancos serão bastante positivos, não somente no acumulado de 2008 até setembro, mas ao longo de todo o ano”, diz Erivelto Rodrigues, presidente da Austin Rating. As instituições começam a divulgar seus demonstrativos financeiros a partir da próxima segunda-feira, quando o Bradesco, tradicionalmente o primeiro, anuncia os seus números.

O desempenho dos bancos nos últimos anos vem sendo impulsionado principalmente pelo crescimento do crédito, mercado que já começa a desacelerar, cenário que deverá se agravar em 2009. A Austin revisou as expectativas de crescimento do estoque de crédito brasileiro, que ultrapassou a casa de R$ 1 trilhão em agosto, de 32% neste ano para 30%, em relação ao patamar do final de 2007. A retração só não será mais agressiva, afirma Rodrigues, porque a economia continua em crescimento.

Os lucros dos grandes bancos são significativos, apesar de não haver grandes saltos percentuais, com exceção do BB. A instituição pública deverá apresentar o maior ganho em termos percentuais no terceiro trimestre e no acumulado de 2008. A previsão da agência é que o BB tenha lucrado R$ 1,81 bilhão. Nos nove meses, o lucro líquido cresceu 51,04%.

O lucro líquido do Itaú no acumulado do ano, cai 6,37% e alcança R$ 6,03 bilhões. “Mas, operacionalmente, o resultado cresce”, analisa Rodrigues. No terceiro trimestre de 2007, os efeitos extraordinários do Itaú somaram mais de R$ 850 milhões. A Austin prevê que o patrimônio do Itaú passe de R$ 28 bilhões para R$ 31,8 bilhões neste ano e a rentabilidade anualizada, de 30,7% para 25,30%.

O resultado líquido do Bradesco deverá atingir R$ 6,05 bilhões entre janeiro e setembro, uma evolução de 4,13%. O patrimônio líquido da maior instituição financeira privada do País encerrou setembro em R$ 35,17 bilhões, em relação aos R$ 29,21 bilhões de um ano antes. Já a rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido saiu de 26,5% para 22,96%.

O Unibanco obterá lucro 3,82% maior no acumulado de 2008, atingindo R$ 2,72 bilhões. No trimestre, o ganho sobe de R$ 1,19 bilhão para R$ 1,23 bilhão. O patrimônio líquido alcançará R$ 13,6 bilhões.

GM/Iolanda Nascimento

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: