Crise: Volks dá férias; em Manaus folga para 10 mil


A Volkswagen anunciou hoje que vai conceder férias coletivas a 900 trabalhadores que fazem o terceiro turno na unidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, como uma forma de “adequação do processo produtivo”. Os trabalhadores ficarão em casa durante dez dias entre 3 e 13 de novembro.

A empresa monta na unidade paranaense aproximadamente 810 veículos por dia nos três turnos. De acordo com a assessoria, a Volks tem “flexibilidade” para evitar qualquer descontinuidade no fornecimento de veículos durante o período das férias coletivas. Segundo a direção do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, a Volks já tinha cortado as horas extras desde a semana passada.

Na nota em que comunicou as férias em São José dos Pinhais, a empresa ressaltou que também há previsão de descanso de 12 dias entre o Natal e Ano Novo na unidade de São Bernardo do Campo (ABC paulista), “decorrente de plano de compensação de dias”.

Entre as outras montadoras de veículos que têm unidades no Paraná, a Renault, que trabalha em dois turnos, informou que não houve nenhuma alteração na programação da empresa. Também a Volvo, que fabrica caminhões em dois turnos, ônibus em um turno, e cabines e motores em três turnos, mantêm a produção normal e somente concederá as férias coletivas de fim de ano.

Manaus: Mais de 10 mil trabalhadores de 16 empresas do distrito industrial de Manaus estão ou entrarão em férias coletivas neste mês, como reflexo da crise mundial, que já freia a produção e coloca o mercado de trabalho tenso, na expectativa de possíveis demissões. Só o grupo Honda, uma das maiores empresas do pólo industrial de Manaus, é responsável por ter suspendido as operações de 5 mil trabalhadores (de Moto Honda, Honda Lock e Honda Componentes). “Essas férias são além das coletivas de fim de ano, que começam próximo ao Natal”, explica o secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, João Brandão.

Segundo Brandão, entre as empresas que já teriam anunciado ou começado as férias coletivas, de 15 a 20 dias, estão, além do grupo Honda, Yamaha, Elgin, Denso, Federal Mogul, Keihin, MCD, Mitsuba, Musashi, Nippon, Nissin, Scorpios, Showa e Sodécia. A Yamaha concedeu férias coletivas a 55% dos funcionários, ou cerca de 700 trabalhadores do pólo industrial de Manaus.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • elisa franquira  On novembro 30, 2008 at am:09 am

    gostaria de receber informações sobre mercado de manaus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: