Plágio na Fuvest derruba vice-diretor da USP


O vice-diretor da Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular da USP), Nelson Carlin Filho, se demitiu do cargo anteontem, duas semanas após ter recebido uma moção de censura ética da reitoria. Carlin era um dos autores de uma série de artigos científicos assinados também pelo diretor do Instituto de Física, Alejandro Szanto de Toledo, que apresentavam trechos plagiados.

Segundo a assessoria de imprensa da Fuvest, Carlin apresentou seu pedido de demissão ao conselho curador da instituição, que o homologou na segunda-feira. Sua carta não detalhava a motivação do pedido.

“Quem disse que cola é coisa de aluno? Um caso emblemático na prestigiada Universidade de São Paulo (USP) comprova que, muitas vezes, a alta corte da academia também pode roubar as idéias dos colegas. Em abril de 2007, o físico e pesquisador da Universidade de São Paulo, Mahir Hussein, 63 anos, ( à direita na foto) considerado uma referência na física, descobriu que parágrafos inteiros de vários dos seus artigos haviam sido copiados, na íntegra, por outros pesquisadores da instituição. A denúncia foi feita à comissão de ética da universidade e a investigação, finalizada na semana passada, concluiu que houve mesmo plágio.

A denúncia de plágio veio a público em junho do ano passado, quando um dos autores copiados, Mahir Hussein –também da USP– entrou em conflito com Szanto ao pedir explicação relativa aos seus textos que haviam sido plagiados.

Ele acusou Szanto de cometer assédio moral: articular retaliações contra ele, que perdeu a sala que possuía no instituto após se aposentar. O físico continua trabalhando como professor colaborador na universidade, mas teve de se alojar em um espaço improvisado.

Alguns colegas de Hussein saíram em sua defesa. O professor Elcio Abdalla diz ter sofrido ameaças de retaliação por parte de Szanto. Em reunião no Instituto de Física, diz, o diretor afirmara possuir um dossiê apontando plágio em artigos de físicos que o denunciavam.

Assim como Carlin, Szanto sofreu moção de censura ética do Comitê de Ética da USP, mas só o artigo plagiado foi mencionado pela reitoria, não a acusação de intimidação. Durante a investigação do caso, após troca de acusações em cartas, o comitê também repreendeu Abdalla e outro professor, João Barata, que questionou a tomada da sala de Hussein.

Um dos artigos com trechos plagiados de Hussein, publicado na revista “Physical Review C”, foi alvo de uma errata em publicação posterior. Apesar de o estudo ter sido assinado por vários físicos da USP, Carlin assumiu responsabilidade pessoal pelos trechos com cópias.

A USP, por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou que o pedido de demissão de Carlin é uma “decisão pessoal do professor”. Ele será substituído na Fuvest por Maria Tereza Fraga Rocco, professora da FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas). Szanto, que é do conselho curador da Fuvest, ainda mantém o cargo, também na diretoria do IF.

A USP emitiu uma ‘moção de censura ética’ contra o diretor do Instituto de Física, Alejandro Szanto de Toledo, e o vice-diretor da Fuvest, Nelson Carlin Filho, os pesquisadores envolvidos no plágio. “Embora os trabalhos científicos contenham pesquisa original, houve um desvio ético na redação dos mesmos por uma inaceitável falta de zelo na preparação dos artigos publicados”, afirma a universidade em nota. O trabalho também contém trechos copiados de outros pesquisadores. Hussein já estava aposentado quando descobriu a irregularidade.

FSP/IstoÉ

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • Jessé Felix da Silva  On novembro 5, 2010 at pm:06 pm

    Meu nome é Jessé Felix da Silva aluno da Universidade de São Paulo (USP Leste) no curso de Licenciatura em Ciências da Natureza. Escrevo nesta mensagem, de denunciar, e também em dizer o meu sofrimento que estou passando nesta Instituição, no qual encontro matriculado, pois os docentes responsáveis da disciplina Orientação de Estágio Obrigatório 1, negaram às minhas horas de estagio, que cumprir numa Escola Pública que é uma Instituição Pública de Educação Formal em 2009, e assim, tendo à minha reprovação, pois os mesmos alegaram que foi por motivo que a Escola Pública não faz parte da lista que eles impuseram.
    Segundo os docentes, afirmaram que está modalidade é obrigatário e tem que ser de estreita colaboração para estreitar os laços nesta Instituição nas Escolas Públicas Formais.
    Acredito que a Lei Federal 11.788, de 25 de setembro de 2008, que se refere sobre às normas de Estagio nas Instituições de Ensino no Brasil, o Artigo 20, que diz respeito ao art. 82 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com a seguinte redação:

    (Art. 82. Os sistemas de ensino estabelecerão as normas de realização de
    estágio em sua jurisdição, OBSERVADA A LEI FEDERAL SOBRE A MATÉRIA.)

    Em vista disso, o Projeto Pedagógico do Programa de Formação de Professores USP e também à Resolução USP Nº 5528 que se refere às normas de realização de Estagio desta Instituição deverão seguirem os princípios básicos Legais da Lei Constitucional do Brasil.
    Portanto à Lei nº 11.788/2008, FACULTA (e não obriga) está instituição celebrar convênio com entes Públicos concedentes de estágio. Transcreve-se a seguir a disposição da mencionada lei:

    (Art. 8º É facultado às instituições de ensino celebrar com entes
    públicos e privados convênio de concessão de estágio, nos quais
    se explicitem o processo educativo compreendido nas atividades
    programadas para seus educandos e as condições de que tratam
    os arts. 6o a 14 desta Lei.
    Parágrafo único. A celebração de convênio de concessão de
    estágio entre a instituição de ensino e a parte concedente não
    dispensa a celebração do termo de compromisso de que trata o
    inciso II do caput do art. 3o desta Lei.)

    Também o art. 7º, inciso I e o art. 9º, inciso I, todos da Lei 11.788/2008, corroboram a necessidade da celebração do termo de compromisso (e não de se celebrar convênio) entre educando, parte concedente do estágio e instituição de ensino, sendo o instrumento obrigatório exigido pela lei, e não o convênio.
    Com isso, verifica-se que não se pode restringir e também estreitar os laços na minha participação em processo seletivo para ingresso em programa de estágio, seja qual for à Escolas Públicas deste que sejam Formais no Ensino Básico do MEC.
    Reforce-se que a Lei nº 11.788/2008 não há qualquer exigência quanto à necessidade de celebração de prévio convênio entre à instituição de ensino e os entes públicos ou privados concedentes do estágio. Ao contrário, à luz do art. 8º, trata-se a celebração de convênio de simples faculdade às instituições de ensino, sendo imprescindível tão somente o termo de compromisso entre o educando, a parte concedente do estágio e à instituição de ensino terão que corresponderem com as normas Legais exigidos por Lei.
    Acredito que, à luz do art. 7º, inciso I, art. 8º, parágrafo único e art. 9º, inciso I, todos da Lei 11.788/2008, o termo de compromisso firmado entre educando, parte concedente do estágio e instituição de ensino é o instrumento obrigatório exigido pela lei, e não o convênio, celebrado entre à instituição de ensino e os entes públicos concedentes do estágio.
    Portanto às escolas públicas que os docentes da USP Leste do curso de Licenciatura em Ciências da Natureza impuseram para realização de estagio obrigatário não estão no amparo legal exigido pela Lei, por desrespeitarem a Lei 11788/2008 e também o próprio Regimento Interno desta Instituição.
    Nesse caso, fui prejudicado de forma injusta em 2009, pelos docentes responsáveis, por terem desrespeitado a Lei Federal 11788/2008, e também o Regimento Interno, no qual eu tenho amparo, e principalmente houve quebra dos meus direitos Constitucional, portanto eles continuam à omitir,em vista disso continuo sendo prejudicado injustamente.
    Atenciosamente,
    Jessé Felix da Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: