Robinho foi enganado, diz ex-agente


Responsabilizado pela saída de Robinho do Real Madrid para o Manchester City após fracasso na negociação com o Chelsea, o empresário Wagner Ribeiro foi surpreendido na semana passada quando o jogador anunciou que rompeu relações com o empresário, preferindo administrar sua carreira sozinho. E se calou. Até esta quinta-feira.

Em palestra na na Fundação Getúlio Vargas, o procurador não se conteve. Em meio às perguntas dos alunos sobre sua profissão, avisou: “Se alguém quiser, conto a ‘novela’ do Robinho”. E desabafou.

O agente se defendeu das acusações de que teria forçado o atleta a assinar com o City devido à maior proposta, o que resultaria em um rendimento superior. “Com o Chelsea, receberia minha comissão sozinho. Com o Manchester City, dividi com a empresa de um amigo e só vou receber metade do que tenho direito. Vou provar isso quando declarar meus impostos”, prometeu diante dos estudantes, contando que até fez plantão no aeroporto para levar a liberação do Real para o Chelsea.

O negócio que selou o fim da relação profissional entre Robinho e Wagner foi recheado de episódios cômicos e desencontros. Entre eles, o empresário diz ter sido enganado pelo técnico Bernd Schuster, que não queria perder seu camisa 10 e forneceu o endereço errado de sua casa para fugir da conversa com o procurador e o atleta dois dias antes da venda ao City.

“O presidente do Real só liberaria se o Schuster deixasse. O Robinho conseguiu o telefone do Schuster e pediu o endereço. Chegamos no lugar, batemos na porta e um homem bem grosso disse que não tinha ninguém chamado Schuster. O Robinho ligou, o Schuster falou que o endereço era aquele mesmo e irritamos ainda mais o homem insistindo. Ligamos então para um assessor do Real e ele nos deu um endereço completamente diferente. E o Schuster desligou o celular. Aquilo ‘subiu’ na gente. O Robinho foi dirigindo xingando o Schuster de todos os nomes”, contou Ribeiro.

O empresário afirmou que o racha com o Real começou com uma tentativa de prorrogação de contrato, em 10 de maio. “O Robinho era um dos menores salários do Real. Ganhava três vezes menos que o lateral Michel Salgado, quatro vezes menos que o Casillas, menos que o Júlio Baptista e todos que contrataram depois, que ganhavam o dobro. Isso sem falar no Raúl”, disse.

“Procurei o Pedja [Mijatovic, diretor-esportivo do Real]. Ouvi que o Schuster gosta muito dele, que o Real queria que ele ficasse, mas só iam falar comigo depois porque ia assistir à final da Champions na Rússia. Voltei a procurá-lo no dia 27 de maio e ele me mandou ligar de novo em julho. Ou seja, me empurrou com a barriga”, acusou.

Abril

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • brennofaro5  On outubro 3, 2008 at pm:07 pm

    Oi,

    Gostaria de fazer parceria com meu site?
    http://www.torcidaflamengo.com.br

    A parceria consiste em troca de banner.

    Nosso site tem mais de 10 mil visitas/dia.
    Será uma parceria legal e boa para as 2 partes!

    Visite nosso site e acesse no menu a parte Fale conosco e nos mande sua resposta.

    Link: http://www.torcidaflamengo.com.br

    Obrigado, Brenno Faro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: