Judoca é a pivô da rusga entre Derly e Pedro Dias


A esposa de João Derly, Gabriela Nunes, estava ansiosa no aeroporto de Cumbica. A gaúcha de 19 anos queria reencontrar o marido após a jornada em Pequim. E como esperado, o casal teve de falar sobre as acusações de traição feitas pelo judoca português Pedro Dias.

Na segunda-feira, o jornal português “A Bola” noticiou que o algoz do brasileiro tinha sido tradido, pois Derly havia saído com a sua então namorada. Pedro Dias, que era amigo de Derly, disse que no momento da traição estava passeando com a mãe de João Derly e que por isso humilhou o judoca brasileiro no tatame.

De acordo com Gabriela, a história já foi esclarecida entre o casal, que agora só pensa em aproveitar o tempo junto. – “Isso não tem pé nem cabeça. Quando soube, falei com a Vera (mãe de Derly) que disse nunca ter saído para passear com o português. Está tudo resolvido”.

– Ainda não sei o porquê dele ter feito isso. Espero poder conversar com ele para esclarecer. Ele me mandou um e-mail se retratando e é isso que importa.

Alguns internautas brasileiros acharam o perfil no site de relacionamentos “Orkut”, da moça que seria o “pivô” desta história: a judoca Joana Ramos. Os recados deixados foram, na maioria, ofensivos. Joana ainda não se pronunciou sobre o caso envolvendo seu nome.

Joana Ramos venceu Ketleyn Quadros, medalhista de bronze nos Jogos de Pequim, na Copa do mundo de Belo Horizonte e levou a medalha de ouro, deixando a brasileira com a prata.

G1

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: