Ministros querem punição a torturadores da ditadura


Os ministros Tarso genro (Justiça) e Paulo Vanucchi (Secretaria Especial de Direitos Humanos), defenderam nesta quinta-feira a punição aos toprturadores do período militar brasileiro. Para ambos, as discussões devem ser realizadas sob as óticas jurídica e política. Tarso e Vanucchi classificaram os crimes cometidos na época da ditadura como comuns, uma vez que envolveram torturas, estupros e demais tipos de violência física e psicológica.

“É uma análise que deve ser baseada em uma visão universal: que é do extravasamento do mandato dado pelo Estado e a responsabilização do agente que extravasa esse mandato e comete tortura”, disse Tarso, que participou de uma audiência pública promovida pelo Ministério da Justiça e pela Comissão de Anistia para discutir o assunto.

O debate sobre eventuais punições aos torturadores do período militar provocou uma série de polêmicas colocando em lados opostos os militares e os defensores da proposta. Para evitar o agravamento do mal-estar, o governo federal defendeu, por meio da Comissão de Anistia, a realização de audiências públicas com especialistas para tratar do assunto.

Na tentativa de encerrar de buscar consenso, Paulo Vanucchi afirmou que a discussão sobre a possível punição aos torturadores não envolve exclusivamente militares, mas todos os que violaram os direitos humanos na época da ditadura. Diplomaticamente, o secretário disse que indivíduos militares não devem ser tomados como uma representação das Forças Armadas como um todo.

Uol

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • SERGIO G. SILVA  On agosto 24, 2008 at am:52 am

    Revanchismo, esse é um comportamento muito perigoso, principalmente num país onde o povo tem adoração pelas Forças Armadas, já tendo sido eleita a terceira instituição mais confiável do Brasil.

    Recentemente assisti na TV a um documentário sobre Nelson Mandela.

    E fiquei impressionado com a atitude do Mandela que, como Presidente da Africa do Sul promoveu uma campanha nacional pelo “perdão”, isso mesmo aquele que passou 27 anos na preso, quando tinha o poder para se vingar de seus argozes os perdoou.

    Não entendo o por que, hoje, 23 anos após um civil voltar a presidencia da república, quando já consolidando a democracia, aceitar que um ministro de Estado venha promover audiência pública sobre a anistia, numa clara intenção de provocar os militares, seja da reserva ou da ativa e promover caças as bruxas.

    Não esqueçamos que o PT esteve recentemente no olho do furacão, no caso do mensalão, onde ficou comprovado que altos membros do Executivo estavam envolvidos. Ainda assim, o presidente foi preservado, não antes da ameaça do ex deputado Roberto Jefferson (RJ).

    Eu não acredito que o Lula não soubesse das falcatruas dos dirigentes do PT. Só sendo muito tapado e isso ele não é. Portanto, ajude o Presidente
    a fazer um bom governo, o povo tem memória curta e já esqueceu as roubalheiras promovidas pelo PT, então por que remexer o lixo e provocar um bicho que sabemos está muito bem vivo.

    Acredito que devemos pensar no futuro, criando mecanismo que combata a corrupção, que promova a educação, a saúde, a segurança e o desenvolvimento, mexer no passado é falta de ter o que fazer.

    Não queremos o passado de volta.

    Tarso vá procurar o que fazer…

    Sergio G S – Advogado

    • William  On maio 20, 2009 at pm:16 pm

      Revanchismo é uma coisa, impunidade e tolerância à torturadores é outra.
      Os agentes da repressão que torturam e mataram na Ditadura devem responder por seus crimes.
      Esse é o passo definitivo para a consolidação da nossa democracia.

      Um abraço à todos.

      E que a justiça seja feita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: