Arquivo do dia: julho 27, 2008

PAC abre mais de mil vagas temporárias


 

 

 

 

Começa nesta segunda-feira a inscrição do concurso público para trabalho temporário no serviço público federal relativo ao Programa de Aceleração do Crescimento.

Serão 1.051 vagas para atividades técnicas especializadas, com salários de R$ 1,7 mil a R$ 8,3 mil, destinadas a profissionais de nível médio e superior. Do total, 21 são para Porto Alegre, sendo uma delas exclusiva a portador de deficiência.

A contratação temporária varia de dois a quatro anos, podendo ser prorrogada. As vagas são para os ministérios do Planejamento, do Turismo, do Desenvolvimento Agrário, da Integração Nacional, das Cidades, da Fazenda e da Secretaria de Aqüicultura e Pesca. Há também oportunidades na Escola Nacional de Administração Pública, na Fundação Nacional da Saúde (Funasa) e no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Os postos serão preenchidos por meio de processo seletivo simplificado realizado pela Escola de Administração Fazendária. As inscrições serão feitas somente pela internet, das 10h desta segunda às 18h do dia 8 de agosto (horário de Brasília). A isenção do pagamento da taxa de inscrição — de R$ 40 a R$ 120, conforme o nível de atividade — só é prevista para candidatos que comprovarem renda familiar mensal de até dois salários mínimos. A data prevista para a realização das provas é 21 de setembro.

Saiba mais
Vagas: 1.051 para atividades técnicas especializadas no serviço público federal relativas ao Programa de Aceleração do Crescimento em todo o país. Em Porto Alegre: Ministério do Planejamento (7, para nível superior), Ministério do Desenvolvimento Agrário (2, para nível superior), Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (3 para nível médio, duas para nível superior), Fundação Nacional da Saúde (7, para nível superior, sendo uma para portador de deficiência), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (duas, para nível superior)
Taxa de inscrição: de R$ 40 a R$ 120, dependendo do nível do cargo
Salários: de R$ 1,7 mil a R$ 8,3 mil, dependendo do nível do cargo
Data prevista: 21 de setembro
Local das provas: em todas as capitais, inclusive Porto Alegre
Informações: http://www.esaf.fazenda.gov.br

Google lança concorrente para Wikipedia


O maior site de buscas na Internet, Google, lançou a enciclopédia on-line Knol para competir com a líder do setor, a Wikipedia, que se mantém como um dos sites mais visitados do mundo.

O novo serviço, apelidado de “Knol” em alusão ao vocábulo inglês “knowledge” (“conhecimento”), é grátis e está disponível na Internet desde quarta-feira à noite.

Diferentemente da Wikipedia, que permite a qualquer internauta fazer mudanças em sua base de dados, o Google manterá a autoria do artigo, seja com a assinatura de um indivíduo, ou de um grupo de pessoas responsáveis pelo conteúdo.

“É sua voz, sua opinião. Cada ‘knol’ terá um autor, ou grupo de autores, que porão seu nome para respaldar seu material”, explicaram o gerente de produtos do Google, Cedric Dupont, e o engenheiro de sistemas Michael McNally, em nota divulgada no site.

Enquanto que a Wikipedia confia na “sabedoria popular” e parte do princípio de que aqueles que dominam um tema irão corrigir, rapidamente, as informações inexatas, ou erradas, na versão do Google, apenas o autor poderá habilitar outras pessoas para contribuir com os conteúdos que levam sua assinatura.

A maioria dos “knols” publicados hoje no se refere a doenças, mas também a curiosidades, como sugestões para desentupir o vaso sanitário, ou melhorar a capacidade de liderança.

Da AFP Paris

Ellen Gracie: amor, supremo amor

Celso Júnior


“As pessoas têm direito à vida afetiva”, diz Ellen Gracie. Para o namorado, ela é “bonita, elegante e cheia de classe”

Quando um jornalista do primeiro time encontra a presidente da suprema corte do país, o resultado pode ser uma entrevista reveladora, uma grande reportagem, um confronto de pontos de vista. No caso do jornalista Roberto D’Avila e da ministra Ellen Gracie Northfleet, o encontro acabou em romance.

Ela foi a primeira mulher nomeada para o Supremo Tribunal Federal (STF), em novembro de 2000, e presidiu um dos mais importantes julgamentos da história do Tribunal – a denúncia contra os 40 acusados do mensalão. Ele, ex-deputado constituinte, se tornou conhecido do público pelas entrevistas na TV com grandes personagens, como o ditador cubano Fidel Castro, o presidente da França François Mitterrand e o líder sul-africano Nelson Mandela.

Ellen conheceu Roberto num jantar na casa do cirurgião Raul Cutait, no começo de março. Na semana passada, como tantos casais em lua-de-mel, eles estavam em Madri, aproveitando as noites brancas do verão espanhol.

Eles não fazem alarde do relacionamento, mas também não escondem o namoro na clandestinidade.

Aos 60 anos, divorciada e mãe de uma filha – Clara, que vai se casar em setembro –, Ellen Gracie tem jurisprudência firmada sobre o direito de amar. “As pessoas, sejam homens ou mulheres, têm direito a uma vida afetiva assim como têm direito à vida profissional”, afirmou a ministra.

Roberto D’Avila, de 59 anos, separado e pai de duas filhas, Andréa e Lara, conta que não sentiu nenhum constrangimento em se apaixonar por sua “notícia”. Entre jornalistas no mundo inteiro, uma espécie de tabu diz que repórteres devem ter uma relação estritamente profissional com as autoridades, o que jamais impediu casamentos entre jornalistas e autoridades.

Divulgação

TESTEMUNHA
D’Avilla e Ellen no lançamento do livro de Zuenir. “Amor maduro com ímpetos de adolescência”, diz o amigo do casal.

Sexta=feira o casal jantou à luz de velas num canto discreto do restaurante La Bourgogne, do elegante Hotel Alvear, em Buenos Aires. Durante todo o tempo permaneceram de mãos dadas, até mesmo quando, por duas vezes, ela foi ao toalete e ele a acompanhou até a porta e ficou aguardando para escoltá-la de volta à mesa.

Época/CH

Madonna aparece abatida e irreconhecível


Madonna e Guy Ritchie negaram a separação, mas pelo visual que a cantora anda exibindo, parece que a crise foi séria, sim. Mais magra e abatida, ela foi fotografada nesta sexta-feira, 25, saindo de um centro de Cabala em Nova York, nos Estados Unidos.
A material girl estava acompanhada dos filhos Lourdes Maria, 11, e Rocco, 7. Mas a maré está melhorando para Madonna. Ela e o (ainda) marido cineasta tentam deixar a crise para trás e, segundo o site “Just Jared”, planejam até uma cerimônia de Cabala para renovarem os votos no próximo mês, quando a diva pop também comemora 50 anos.

Ego

Ator de “Indiana Jones” preso por embriaguez

O ator Shia LaBeouf, 22, foi preso acusado de dirigir embrigado após bater seu carro contra outro veículo neste domingo (27). Ele teve ferimentos na mão. A acompanhante do ator e a motorista do outro carro também ficaram feridas.

O mais recente personagem do ator no cinema foi Mutt Williams, o rebelde motoqueiro à James Dean do filme “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal”

O acidente aconteceu em West Hollywood, quando LaBeouf chocou sua picape contra outro carro e rodou várias vezes na estrada.

LaBeouf, considerado um dos atuais “queridinhos” de Hollywood ganhou destaque ao protagonizar filmes como “Transformers” e “Paranóia”.

Esta não é a primeira vez que o ator é preso. Há pouco mais de um ano, Shia LaBeouf foi detido após uma confusão em uma farmácia de Chicago. Na ocasião, LaBeouf foi preso depois de recusar vários pedidos feitos por um guarda de segurança para que saísse de uma loja da Walgreen. O ator foi indiciado por invasão de local comercial e uma infração.

LaBeouf foi libertado sob fiança cinco horas depois. Um mês antes do incidente, o ator havia dito ao “Entertainment Weekly” que evita propositalmente o estilo de vida que transformou celebridades como Lindsay Lohan e Britney Spears em alvos dos tablóides.
Folha Online

Brasileiros ganham Oscar dos quadrinhos

A premiação foi em San Diego, a Comic Con – na maior convenção de cultura pop dos Estados Unidos, que concentra em um só lugar alguns dos maiores lançamentos em quadrinhos, cinema, seriados de TV, videogame e afins.

Entre muitas fantasias de “Guerra nas estrelas” e super heróis, novidades quentes como a adaptação para as telonas da criação “The Spirit” de Will Eisner pelo diretor e também quadrinista Frank Miller, a animação “Hulk Vs. Wolverine”, os heróis e vilões da Marvel , DC Comics, entre outras

Artistas brasileiros nunca haviam sido premiados no Eisner Awards, o Oscar das histórias em quadrinhos. Isso até a noite de anteontem, quando Rafael Grampá, Fábio Moon e Gabriel Bá receberam troféus em três categorias em San Diego, nos Estados Unidos.

O gaúcho Grampá e os gêmeos paulistas Moon e Bá foram premiados, juntos, por “5”, HQ vencedora na categoria de melhor antologia.
O grego Vasilis Lolos e Becky Cloonan, nascida na Itália e radicada nos EUA, também participaram de “5” e subiram ao palco com os brasileiros. “Gritamos e fizemos a maior festa, mas queria ter sambado no palco”, contou Grampá, 30.
Bá e Moon ainda concorriam cada um em outra categoria e venceram. Bá é o artista de “The Umbrella Academy”, ganhadora como série limitada. Minissérie em seis edições, ela foi escrita por Gerard Way, vocalista da banda norte-americana My Chemical Romance.
Moon recebeu o prêmio de melhor HQ digital pelas ilustrações de “Sugarshock!”, escrita por Joss Whedon, roteirista do seriado “Buffy”.

G1/NF

Crônica do Cony: De autores e frases

Uma frase atribuída a Joseph Goebbels, ministro da Propaganda do regime nazista, foi repetida por Celso Amorim numa reunião internacional e provocou constrangimentos: “Mentir, mentir, que sempre fica alguma coisa”.

É possível que Goebbels a tenha dito. Contudo, a frase não é original. Foi pronunciada bem antes do advento do nazismo por Voltaire, um dos totens do Iluminismo, e tinha como alvo a Igreja Católica, que ele chamava de infame: “Écrasez l’ìnfâme”. Voltaire recomendava: “Caluniai, caluniai que ficará alguma coisa”.
É possível, também, que a frase não seja de Voltaire, mas atribuída a ele por historiadores católicos. Periodicamente, surgem coisas assim, e o leitor acima citado lembra o caso de De Gaulle, que nunca disse que o Brasil não era um país sério. Mas a frase ficou sendo dele.
Já comentei a mania de se atribuir o “Navegar é preciso” a Fernando Pessoa. O pessoal mais recente prefere citar Caetano Veloso ou Ulysses Guimarães como autores do conceito que, por sinal, é lema da Liga Hanseática. Li a frase gravada numa ponte de pedra que dá acesso a Lübeck, cidade em que nasceu Thomas Mann.

Qualquer almanaque informa que a frase foi pronunciada por Pompeu. Dividindo o poder com César, que andava pelas Gálias, Pompeu enfrentou uma crise no abastecimento em Roma. Pompeu comandou uma esquadra para buscar alimentos no norte da África. Com os navios abarrotados, os tripulantes se amotinaram, temendo enfrentar o mau tempo no Mediterrâneo. Pompeu os incentivou: navegar é preciso.

CARLOS HEITOR CONY/FSP

PS: O poeta pretendia dizer: navegar com precisão. O navegador faz uso de instrumentos precisos para se localizar e dar rumo a seu curso. O poeta, ao contrário, traz em seu discurso a possibilidade metafórica. Se o navegador é prisioneiro dos instrumentos, ou seja, só enxerga seu destino a partir destes, o poeta não se preocupa em ver qualquer discurso, ou melhor, aviar um desejo.

Ronaldo Zenha

Britney vai pagar pensão de US$ 20 mil por mês a ex-marido

A cantora Britney Spears vai pagar 20 mil dólares por mês ao ex-marido Kevin Federline a título de pensão para os filhos, e também vai quitar a conta de 250 mil dólares com os advogados dele, graças a um acordo apresentado na sexta-feira pelo ex-casal à Justiça.

No ano passado, eles haviam definido a pensão em 15 mil dólares mensais. Na semana passada, advogados disseram que eles haviam chegado a um acordo sobre a custódias de Sean Preston, de 2 anos, e Jayden Hames, de 1, evitando que o caso fosse levado a julgamento.

A cantora, de 26 anos, casou-se em 2004 com o rapper, de 30. Eles se separaram no final de 2006 e formalizaram o divórcio em 2007.

Em janeiro deste ano, Britney perdeu a custódia dos dois filhos depois de ser vista em atitudes bizarras e passar por duas internações psiquiátricas.

Reuters

Apple: Steve Jobs está bem de saúde

O presidente-executivo da Apple Steve Jobs, cuja saúde é alvo de especulações entre investidores, não está com câncer ou corre risco de vida, disse neste sábado o jornal New York Times.

O jornalista Joe Nocera escreveu em sua coluna que “enquanto os problemas de saúde de Jobs são bem mais do que um mal comum, eles não representam risco de vida e ele não tem reincidência de câncer.”

Nocera afirmou ter conversado com o executivo-chefe da Apple sobre sua saúde. “Porque a conversa foi em “off”, eu não posso revelar o que o sr. Jobs me disse”, Nocera afirmou.

Em 2004, Jobs, de 53 anos, anunciou ter passado por uma cirurgia com êxito para a remoção de um raro tipo de câncer no pâncreas.

As preocupações em torno de sua saúde voltaram no mês passado, quando ele, mais magro do que o normal, fez uma apresentação sobre o iPhone em uma conferência em São Francisco.

A Apple, que inicialmente atribuiu a perda de peso de Jobs a uma doença comum, afirma repetidamente que a saúde dele é um assunto particular. A falta de informações da companhia — conhecida por sua confidencialidade — preocupou investidores e analistas.

Na quarta-feira, o Times informou que Jobs teria dito a associados que estava bem e que não tinha câncer.

Lisa Baertlein/Reuters

Ministro-réu recebe R$ 348 mil sem trabalhar

Ele é o suspeito mais ilustre de duas mega-operações policiais: Hurricane (Furacão) e Têmis (deusa da Justiça na mitologia). Ganharam as manchetes em abril de 2007. Produziram a maior devassa já sofrida pela Justiça brasileira.

Acusado de vender sentença para a máfia do jogo carioca, Paulo Medina, ministro do STJ, freqüentou as primeiras páginas durante semanas. Começa, porém, a escorregar para a zona sombreada da memória da platéia. Deve-se o esquecimento a um fenômeno bem brasileiro: a lentidão do Judiciário.

Beneficiado pelo privilégio de foro, Paulo Medina foi denunciado pelo procurador-geral da República Antonio Fernando de Souza perante o STF. Arrastou consigo outros réus, entre eles três desembargadores. E viu-se constrangido a deixar, aos 64 anos, uma cadeira que ocupava no STJ desde 2001. Deixou a poltrona, não o contracheque. Continuou recebendo os vencimentos: R$ 23,2 mil por mês.

Primeiro, pediu licença médica, válida a partir de 20 de abril de 2007. Dias depois, em 3 de maio, o STJ aceitou o seu pedido de afastamento. Lá se vão cinco meses. E nada de julgamento. Nesse período, sem verter uma gota de suor, o ministro levou ao bolso R$ 348 mil. Há cerca de um mês, Paulo Medina considerou a hipótese de retomar as atividades no STJ. Seu advogado, Antônio Carlos de Almeida Castro, desaconselhou. De volta ao trabalho, o ministro retornaria também ao olho do furacão. E seria um juiz manco. Desistiu.

Além dos autos do STF, Paulo Medina responde a processo administrativo. A pena máxima, nesse caso, é a aposentadoria compulsória. Ou seja, ainda que condenado, o ministro terá como reprimenda o recebimento perpétuo dos salários. Algo comum no Judiciário.<

Blog do Josias

%d blogueiros gostam disto: