Ex-gerente da Microsoft pega 22 meses de cadeia


A mulher que era responsável pelo gerenciamento dos nomes de domínios na internet da Microsoft – empresa cujo fundador recentemente anunciou sua aposentadoria – foi condenada a passar dois anos na prisão por fraudar a empresa em 1 bilhão de dólares em tarifas falsas.

Carolyn Gudmundson, 46 anos, que era gerente de programas na divisão MSN na Microsoft, confessou a culpa em janeiro. Ela admitiu ter usado sua posição dentro da empresa para executar várias fraudes com notas e pagamentos entre 2000 e 2004.

Na sexta-feira (18/07), ela foi julgada e condenada a passar 22 meses de prisão, seguida de três meses de liberdade assistida, além de ser obrigada a pagar 923,64 mil dólares em restituição.

IDG News Service

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: