Panelaço na Argentina agrava crise de Cristina


A crise no governo de Cristina Kirchner aumentou ontem à noite depois de uma série de panelaços realizados nas principais cidades da Argentina. Milhares de pessoas se reuniram em vários pontos da capital do país para protestar contra o impasse entre a Casa Rosada e os produtores rurais. As manifestações também foram registradas nas cidades de Mendoza, Mar del Plata, Cordoba, Rosario e na Grande Buenos Aires.

Os ruralistas retomaram os bloqueios de rodovias nesta semana e o interior argentino já começa a sentir o desabastecimento, sobretudo de combustível. O governo de Cristina Kirchner sofre forte pressão, mas insiste em não negociar com os manifestantes.

Ontem, o líder piqueteiro ligado a família Kirchner, Luis D’Elía, acirrou ainda mais os ânimos ao declarar que o país está vivendo uma tentativa de golpe. D’Elía acusou o ex-presidente Eduardo Duhalde e o grupo de comunicação Clarín de estarem por trás dos panelaços nas cidades e dos locautes no campo.

D’Elía convocou para amanhã um protesto nas ruas de Buenos Aires em apoio ao governo de Cristina Kirchner. A presidente segue reunida com seu gabinete para tentar resolver o impasse com os produtores rurais.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: