Previdência acelera aposentadorias


Boa notícia para os segurados da previdência que estão lutando para receber benefícios como a aposentadoria rural. Um mutirão da Justiça e do INSS começa a tirar da gaveta os processos que se arrastavam há anos – para alegria de quem nem contava mais com esse dinheiro.

São pilhas de papel e, por trás de cada processo, há um brasileiro esperando. Por isso, dona Calisméria ficou surpresa com a notícia de que finalmente vai receber a aposentadoria que pediu em 2003. Ela aceitou o desconto de 20% no total dos atrasados; vai receber R$21 mil e um salário mínimo por mês.

No lugar das velhas brigas, acordos. O mesmo vem acontecendo com outros brasileiros que aceitam perder um pouco para receber logo. Esse é o espírito do mutirão de conciliação que une a Justiça Federal e a Previdência Social.

“O que se pretende é fazer com que as pessoas, diante do compromisso estabelecido pelo INSS, de fazer com o que o seu requerimento administrativo seja analisado num prazo de 45 dias, voltem a primeiro passar pelo INSS para depois, se for o caso, recorrer à Justiça”, diz o desembargador Antonio Cedenho.

Quarenta e cinco mil dos 132 mil processos acumulados no Tribunal Regional Federal devem ser analisados nos próximos oito meses. Candidatos à aposentadoria rural e ao benefício social para quem tem mais de 65 anos ou é incapacitado para o trabalho devem ficar atentos: se o processo estava na Justiça, o advogado deve receber uma carta propondo o acordo.

Se o acordo for aceito e o valor dos atrasados não ultrapassar 60 salários mínimos, o segurado recebe o dinheiro em 60 dias.

Hoje

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: