Produtos chineses vendidos ao Brasil sobem 13%


A Gulliver – que já foi um dos mais tradicionais fabricantes de brinquedos do país – hoje compra na China 70% de tudo que vende no Brasil. A empresa opera com dez fornecedores chineses diferentes. Todos reajustaram os preços. “A partir deste ano, observamos um aumento generalizado”, diz Paulo Benzatti, diretor-comercial. Ele calcula que os reajustes ficaram entre 15% e 18%, provocados pela alta do custo da mão-de-obra na China e pela explosão do petróleo, matéria-prima do plástico dos brinquedos.

A China está exportando inflação para todo o mundo, inclusive para o país. Levantamento da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), aponta que os preços dos produtos importados da China subiram, em média, 13% no primeiro trimestre em relação a janeiro a março de 2007.

Apesar da alta dos preços acima da variação cambial, o Brasil segue comprando com apetite do fornecedor asiático, graças ao mercado interno aquecido. De janeiro a março, em relação ao primeiro trimestre de 2007, o volume de importações da China subiu 50%.

A valorização contínua do real ainda funciona como um bom amortecedor para a inflação exportada pela China. A gravidade do problema também varia conforme cada indústria. Empresas que trabalham com uma margem mais folgada são menos afetadas.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • diana  On maio 13, 2009 at pm:57 pm

    Boa tarde!gostaria de vender produtos da china com bom preços .se ouver enteresse por favor enterm em contato.obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: