Brasil não reconhece autonomia de Santa Cruz


 

Aprovada no fim de semana e considerada ilegal pelo presidente da Bolívia, Evo Morales, a autonomia de Santa Cruz não será reconhecida pelo Brasil. O ministro Celso Amorim classificou o Estatuto Autônomo de “embaraço a um governo nacional”.

Considerado ilegal por Evo, Estatuto de Santa Cruz não terá valor diplomático, segundo Amorim

Aprovado por 84,27% dos eleitores do departamento (Estado) boliviano de Santa Cruz e considerado ilegal pelo governo de Evo Morales, o Estatuto Autonômico não será reconhecido pelo Brasil. Ao classificar o texto como “um embaraço a um governo nacional”, o chanceler brasileiro, Celso Amorim, garantiu que o país não favorecerá “nada que ameace a integridade territorial da Bolívia”.

Enquanto os líderes da planície oriental boliviana, que reivindicam autonomia do governo central, comemoravam a ampla vitória nas urnas, Evo classificava o pleito como um “fracasso”, tendo em vista a abstenção que chegou a 38,82% e a rejeição que somou 15,73%.

Santa Cruz é a porta de entrada das exportações brasileiras na Bolívia e porta de saída do gás natural importado pelo Brasil. Amorim ressaltou como exemplo de “embaraço nacional” o fato de o artigo 82 do Estatuto prever que os controles aduaneiros de de Santa Cruz serão definidos por lei local. A função hoje é cumprida por funcionários do governo central.

JB

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: