Manteve filha presa por 24 anos na Áustria


A Áustria amanheceu em estado de choque nesta segunda-feira, menos de dois anos depois do caso da jovem Natascha Kampusch, que ficou oito anos em um cativeiro também na Áustria.

A polícia austríaca disse nesta segunda-feira que o homem que supostamente manteve a própria filha presa por 24 anos em um porão confessou tê-la aprisionado e, segundo fontes policiais citadas pelas agências de notícias internacionais, também admitiu ser pai de seus sete filhos.

O oficial da polícia austríaca Franz Polzer disse que o suspeito, Josef Fritzl, 73, também afirmou aos investigadores ter jogado o corpo de uma das sete crianças no incinerador do seu prédio após ela ter morrido logo depois de nascer.

“Ele admitiu ter trancado sua filha, que tinha 18 anos na época, no porão, que fazia sexo repetidamente com ela, e que é pai de suas sete crianças”, disse Polzer. “Ele também admitiu ter queimado uma das crianças no incinerador do prédio”, afirmou.

A polícia divulgou nesta segunda-feira fotos do local onde Elisabeth Fritzl, desaparecida desde 1984 e que tem hoje 42 anos, ficou aprisionada com três de seus seis filhos. O local não tinha janelas.

O suspeito, detido neste domingo, compareceu a uma audiência com um juiz nesta segunda-feira. Após a detenção, Fritzl manteve silêncio e só revelou o código da fechadura eletrônica do porão.

Os investigadores aguardam ainda os resultados dos exames de DNA que permitirão estabelecer os vínculos de parentesco de três homens e três mulheres, com idades entre 5 e 20 anos, que seriam fruto de incesto.

Três crianças viviam com o pai e a mulher dele, Rosemarie, enquanto os outros três moravam trancados com a mãe no porão. Eles nunca nunca tiveram o direito de deixar o local.

 

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • laranjinha  On março 23, 2009 at am:21 am

    isso nao e um pai de verdade, e sim um montro, tem que ser punido da pior forma,deixa ele em um lugar trancado até o ultimo dia de vida,

  • Anônimo  On março 20, 2009 at pm:59 pm

    esse e um exemplo claro de desiquilibrio mental e maldade,nao a nada que se faca que possa trazer justica perante a filha e as criancas. quanto ao pai deve ser tratado e tambem punido para servir de exemplo..

  • hemily  On maio 9, 2008 at am:16 am

    esse cara e o coisa ruim ele deve ser preso num buracao ate morrer

  • Taize  On maio 5, 2008 at pm:23 pm

    O certo não é mata-lo e sim prendelo num burraco escurro e deixa-lo morrer, ele tem que sentir o mesmo que a filha ficando presa.

  • fernanda paula  On maio 2, 2008 at am:55 am

    isso é um orror quem fez isso não tem coração merece morrer
    vamo ajudar a combater esses crimes como o de isabela nardoni …

  • Erica  On abril 30, 2008 at am:10 am

    Estamos chocados, hoje em dia não se pode nem confiar no PAI, se não podemos confiar naquele que nos geraram em quem confiaremos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: