Caso Isabella: pegadas são da madrasta


Peritos do Instituto de Criminalística (IC) concluíram que a pegada encontrada no lençol do quarto em que a menina Isabella, de cinco anos, que teria sido jogada, na noite de 29 de março, é compatível com calçado de Anna Carolina Jatobá, de 24, madrasta da garota. Em depoimento, ela declarou que usava tamancos naquela noite e os tirou assim que entrou no apartamento, deixando-os na cozinha.

Os policiais sabem que, isoladamente, a prova é frágil, mas o objetivo é relacionar essa informação aos indícios recolhidos no apartamento para tentar reconstituir a cena do crime. Duas informações são consideradas fundamentais — a mancha de sangue no lençol e as detectadas na calça jeans e numa camisa da madrasta.

Na avaliação do IC, a distância entre as gotas de sangue encontradas no quarto condiz com os passos de uma pessoa adulta. Como Isabella apresentava profundo corte na testa, os peritos desconfiam que alguém a carregou no colo.

Amanhã à tarde, as equipes do IC e do Instituto Médico-Legal (IML) vão se reunir para tirar as primeiras conclusões que constarão do laudo final. A previsão é de que o documento seja finalizado até sexta-feira, quando os exames de DNA deverão estar prontos.

O Estado de S. Paulo.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • marcia madrid  On abril 16, 2008 at am:55 am

    na minha opinião,a madrasta foi quem matou Isabella e o pai está acobertando.pode ter sido por vingança mesmo, mas de Ana Carolina para Alexandre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: