Daily Archives: maio 19, 2009

Morre o jornalista José Onofre

Morreu hoje José Onofre. O jornalista, de 66 anos, foi internado em março no Hospital São Francisco da Santa Casa de Porto Alegre após sofrer uma crise decorrente da diabetes. A situação se agravou em abril, quando Onofre teve uma parada cardiorespiratória. Desde então, ele era mantido sob observação.

Difícil dizer onde o jornalista não trabalhou. Folha da Manhã, Estadão, Veja, Isto É, Carta Capital. A reputação de Onofre como crítico cultural era tão grande que Paulo Francis declarou que se houvesse alguém a sua altura, esse alguém era José Onofre. Ele era irmão do também jornalista César Krobs

O corpo vai ser velado no cemitério João XXIII em Porto Alegre, onde também será realizado o enterro.

Humor: Jogo dos 7 mil erros

Suzana Vieire em encarte extra das Revistinhas Coquetel,JOGO DOS 7.OOO ERROS!!!

Twitter terá ferramentas para negócios

O serviço de microblogging Twitter planeja lançar, até o final do ano, ferramentas e serviços para ajudar empresas a servirem seus clientes, e pode cobrar uma taxa por estes serviços, informou o co-fundador do site Biz Stone nesta segunda-feira.

“Estamos pesquisando quem usa o Twitter e para quê”, disse Stone durante o Reuters Global Technology Summit em Nova York, via videoconferência de San Francisco.”Há usos comerciais que estão fazendo muito sentido?”, questionou.

O Twitter, empresa de dois anos financiada com capital de risco que permite a seus usuários mandarem mensagens de até 140 caracteres, ou Tweets, tem tido um crescimento explosivo nos últimos meses.

Acessos ao Twitter saltaram 83 por cento em abril na comparação com o mês anterior, alcançando os 17 milhões, segundo dados da comScore.

A empresa agora vem procurando novas formas de ganhar dinheiro com sua popularidade. Stone afirmou que a “fase um” desse esforço foi com a coleta de informações de como as pessoas usam o serviço.

A segunda fase verá o lançamento de ferramentas e serviços além dos microblogs gratuitos, concentrado em empresas que queiram usar o Twitter para mandar mensagens para clientes.

Serão “coisas simples” como análises básicas, disse Stone. Ele reiterou o comprometimento da empresa em manter o serviço gratuito para todos, mas acrescentou: “Se há um jeito de irmos adiante e além, e que elas (as empresas) possam melhorar, no final das contas, oferecendo serviços que nós podemos oferecer por um preço,(nós) o faremos.”

Sadia e Perdigão não vão demitir

Logotipo da nova companhia na camisa do Corinthians

Os presidentes da Sadia e da Perdigão, Luiz Fernando Furlan e Nildemar Secches  (foto), anunciaram nesta terça-feira, 19, em entrevista coletiva a criação da Brasil Foods, a maior processadora de carne de frango do mundo em faturamento. “Anunciamos o lançamento da Brasil Foods, a grande multinacional brasileira de alimentos processados”, afirmou Secches. Um dos primeiros compromissos assumidos pelas companhias é a de não demitir funcionários em razão da fusão.

“Em princípio, a fusão não gera sobreposição de fábricas. Com a união gerando sinergia e maior competitividade, certamente haverá uma expansão da produção e de novos mercados”, afirmou Furlan. “Não há nenhuma previsão de demissões, as empresas andarão em paralelo. (…) Continuaremos sendo um dos três maiores empregadores brasileiros, com mais de 100 mil pessoas trabalhando.”

Furlan afirmou que a nova empresa será o maior empregador privado do País. Além disso, segundo ele, a Brasil Foods ocupará o posto de terceiro exportador brasileiro, perdendo apenas para Vale e Petrobras, que são exportadoras de commodities.

Segundo Secches, as marcas e produtos das duas companhias serão mantidas no mercado. “Vamos ter uma eficiência melhor para atingir novos consumidores a preços acessíveis e boa qualidade”, disse. Ele explicou que Brasil Foods será apenas uma marca institucional e que no mercado consumidor continuarão a ser apresentados os produtos Sadia, Perdigão, Batavo, Qualy, etc.

Acionistas

Ao detalhar a operação durante a coletiva, Secches afirmou que os acionistas da Perdigão ficarão com uma fatia de 68% da Brasil Foods, enquanto os acionistas da Sadia terão participação de 32%. Segundo o executivo, a presidência do conselho será compartilhada entre ele e Furlan.

As famílias Furlan e Fontana terão uma participação de aproximadamente 12% na Brasil Foods. A fatia será ligeiramente inferior à da Previ, maior acionista individual, que ficará com 12%.

Antes da fusão, as famílias controlavam a Sadia com 23% do capital da empresa; a Previ, fundo de pensão do Banco do Brasil, tinha 4,16% do capital da Perdigão e 7,33% da Sadia.

Captação

As companhias anunciaram que a Brasil Foods realizará uma oferta pública de ações para captação de recursos no valor estimado de R$ 4 bilhões. Segundo Furlan, a oferta deve ser feita até o final de julho.

O objetivo da captação é sanar os problemas financeiros da Sadia, que, ao final de março, apresentava uma dívida total de R$ 8 bilhões.

Para Furlan, a oferta pública dará tranquilidade para a nova companhia, que nasce com uma dívida líquida de R$ 10 bilhões. Ele disse que o faturamento da nova companhia deve chegar a R$ 30 bilhões. “Com a emissão, nossa dívida passará para R$ 6 bilhões, o que nos colocará em razoável conforto”, disse.

AE

Luciano Huck vende pousada em Fernando de Noronha

João Paulo Diniz, Luciano Huck, Pedro Paulo Diniz e Edsá Sampaio deixaram de ser sócios da Pousada Maravilha, localizada em Fernando de Noronha (PE).

Os empresários, sócios do estabelecimento desde sua inauguração em julho de 2003, venderam suas participações ao cientista político Antonio Lavareda, que agora detém 60% do negócio. Os outros 40% continuam com o empresário José Gaudêncio, dono do terreno onde ela foi construída.

Apesar do bom rendimento da pousada, João Paulo Diniz afirmou em nota que a venda só ocorreu devido ao surgimento de uma boa proposta e a uma nova orientação de investimentos da Componente Holding, empresa que agrega os negócios de Diniz.

Uma das mais luxuosas de Fernando de Noronha, a Pousada Maravilha recentemente ganhou o Prêmio Excelência 2009 do guia britânico Condé Nast Johansens, na categoria voltada aos pequenos hotéis da América do Sul, além de levar o prêmio “One of the Best New Resorts 2005 for the Food-Obsessed”, da revista americana Food & Wine Magazine.

A Pousada Maravilha conta com oito apartamentos dos quais cinco são bangalôs e três apartamentos luxos em Fernando de Noronha. Situada no meio de um morro, possui uma bela vista para a Baía do Sueste, além disso, conta com uma piscina de borda infinita que compõe um cenário extraordinário. As praias mais próximas são: Baía do Sueste e praia do Leão, esta última dista dez minutos da pousada em Fernando de Noronha.

Exame

Rapper Dolla é assassinado

O rapper americano Dolla, considerado pela imprensa em ascensão no cenário musical, foi assassinado a tiros perto de um shopping de Los Angeles nesta segunda-feira.

O artista nascido em Atlanta foi assassinado na entrada do Beverly Center, um centro comercial muito procurado por turistas, segundo a agente de Dolla.

O músico de 21 anos, cujo nome verdadeiro era Roderick Anthony Burton 2º, morreu no Cedars Sinai Medical Center.

A empresária do rapper, Sue Vannasing, informou que o artista levou um tiro na cabeça quando estava acompanhado por outro rapper, DJ Shabbazz.

Dolla teve uma briga com um passageiro horas antes durante um voo entre Atlanta e Los Angeles, segundo Vannasing, que não soube explicar se o incidente estava relacionado com os disparos no Beverly Center.

Dolla havia assinado um contrato com a gravadora do rapper Akon e era responsável por singles como “Feelin Myself” e “I’m Tore Up”.

SP: alunos recebem livros com palavrões

Livros contendo expressões como “chupa rola”, “cu” e “chupava ela todinha” foram distribuídos pelo setor de educação do governo José Serra como material de apoio a alunos da terceira série do ensino fundamental (faixa etária de nove anos), segundo reportagem publicada na edição desta terça-feira na Folha de São Paulo.

O livro, “Dez na área, um na banheira e ninguém no Gol”, contém 11 histórias em quadrinhos produzidas por Caco Galhardo – quadrinista da Folha. Uma das histórias mais criticadas por especialistas traz uma caricatura de um programa de mesa-redonda de futebol na TV.

Enquanto o comentarista faz perguntas sobre sexo, jogadores e treinadores respondem com clichês de programas esportivos, como “o atleta tem de se adaptar a qualquer posição”.


Esta não é a primeira vez que o setor de educação do governo Serra se equivoca em relação aos livros distribuídos a alunos.

Em março deste ano, a pasta de Educação foi duramente criticada por professores da rede estadual por causa de erros em 500 mil livros didáticos distribuídos.

Um livro didático de geografia, usado por alunos da 6ª série do ensino fundamental nas escolas públicas, mostrava o Paraguai duas vezes em um mapa da América do Sul e exclui o Equador. O problema aparece tanto nos livros destinados aos estudantes quanto nas publicações destinadas aos professores.

À época, a secretaria creditou o problema a editora que o produziu e informou que determinou a troca das publicações com erros.

Em nota, o governo admitiu o erro ao distribuir a publicação e diz que o montante de 1.216 exemplares compõem apenas 0,067% dos 1,79 milhão de exemplares distribuídos aos alunos da rede.

A secretaria informou ainda que a obra é só uma entre as 818 escolhidas.

Fábio Takahashi./FSP

Ex-governador condenado a 9 anos de prisão

O ex-governador do Espírito Santo José Ignácio Ferreira (sem partido) foi condenado a nove anos de prisão por desvio de verbas. Cabe recurso. Ele governou o Estado de 1999 a 2002. Era do PSDB. No fim do mandato, estava sem partido.

A sentença foi dada pelo juiz Willian Silva, da 6ª Vara Criminal de Vitória, por formação de quadrilha, apropriação indébita e lavagem de dinheiro.

Segundo denúncia feita pelo Ministério Público Estadual, dinheiro de empresários que seria destinado à construção de uma fábrica de sopa, projeto social do governo, foi desviado para pagar despesas pessoais e de campanha de José Ignácio. Em troca, os empresários recebiam benefícios fiscais.

Para o Ministério Público, as supostas doações feitas pelos empresários à fábrica de sopas eram “propinas” destinadas ao governo pelo recebimento de benefícios tributários, que seriam transferidos para conta de servidor do governo.

Além do ex-governador, sua mulher, Maria Helena Ruy Ferreira, então secretária de Ação Social do governo, foi condenada a 13 anos de prisão pelo mesmos crimes, além de corrupção.

O ex-ministro do Planejamento Aníbal Teixeira, do governo José Sarney (1985-1990), também foi condenado a 4 anos e 6 meses, por lavagem de dinheiro. Na pasta, Teixeira era responsável por um dos projetos sociais comandados pela primeira-dama, que originou a ação. Ele teria informado a empresários sobre valores de doações que poderiam ser abatidos no recolhimento do ICMS.

“Ela [Maria Helena] solicitava vantagens para beneficiar empresários”, disse o juiz. A sentença foi publicada na sexta-feira para evitar que crimes como formação de quadrilha e apropriação indébita não prescrevessem pela idade de José Ignácio, que completou 70 anos ontem.

O ex-governador disse que não houve desvios de recursos públicos nem crime, já que “o dinheiro era privado e destinado a entidades privadas”. “Não há crime se não há vítima”, disse. Ele vai recorrer. A mulher dele, segundo Ignácio, também vai recorrer.

O advogado de Aníbal Teixeira, Ramon Carvalho, afirmou que seu cliente apenas apresentou modelo de projeto social, desenvolvido em Belo Horizonte, ao governo capixaba, e que é inocente. Carvalho disse que vai recorrer.

Dilma volta ao hospital Sírio Libanês

Foto

Dilma, que já usa peruca, foi levada às pressas para São Paulo.

O Hospital Sírio Libanês informou nesta madrugada que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) está “dentro da normalidade”, segundo apontou o exame de ressonância magnética.

Ela começou a sentir fortes dores nas pernas após uma  injeção intravenosa, como parte do tratamento contra o câncer. Os médicos descartaram a hipótese de trombose (coágulo em vaso sanguíneo). Ela começou a se queixar de dores por volta do meio-dia, quando despachava em seu gabinete, no Centro Cultural Banco do Brasil, onde funciona provisoriamente a sede da Presidência da República.

Dilma chegou por volta das 3h ao hospital pela entrada de serviço, para evtar a imprensa, e estava em uma cadeira de rodas. Ela está em tratamento contra um câncer no sistema linfático há cerca de 45 dias e permanece internada para exames complementares durante esta manhã.

CH

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.461 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: